Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Inflação projetada para 2017 cai novamente, a 4,43%, diz Focus

Economistas consultados pelo Banco Central estimam nova redução no IPCA para o ano; meta para o período é de 4,5%

Por Da redação - 20 fev 2017, 10h57

O Boletim Focus, divulgado na manhã desta segunda-feira pelo Banco Central (BC), mostra que a aposta para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2017 recuou de 4,47% para 4,43%. Esta é a sétima semana consecutiva de queda na projeção do índice oficial de inflação do país. Há um mês, estava em 4,71%. Já a projeção para o IPCA de 2018 permaneceu em 4,50%, mesmo patamar de quatro semanas atrás.

Na prática, as projeções de mercado divulgadas nesta segunda no Focus indicam que a expectativa é que a inflação fique em torno do centro da meta, de 4,5%, em 2017 e 2018. A margem de tolerância para estes anos é de 1,5 ponto porcentual para mais ou para menos (inflação de 3,0% a 6,0%).

 

No comunicado que se seguiu à decisão de política monetária de janeiro, o Banco Central atualizou as projeções para a inflação em seu cenário de referência: 4,0% para 2017 e 3,4% em 2018. Na próxima quarta-feira, 22, o BC decide novamente sobre o nível da Selic (a taxa básica de juros), hoje em 13,00% ao ano. A desaceleração da inflação foi um dos fatores apontados pelo Comitê de Política Monetária (Copom), do BC, para redução da taxa de juros em sua última reunião.

Publicidade

No início de fevereiro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o IPCA de janeiro foi de 0,38% – o menor para o mês desde o início da série histórica, em 1994.

Outros índices

O relatório do BC também mostrou que a mediana das projeções do IGP-DI de 2017 passou de 4,83% para 4,72% da última semana para esta. Há um mês, estava em 5,16%. Para 2018, a projeção foi de 4,69% para 4,70%. Quatro semanas atrás, estava em 4,79%.

Calculados pela Fundação Getulio Vargas (FGV), os Índices Gerais de Preços (IGPs) são bastante afetados pelo desempenho do dólar e pelos produtos de atacado, em especial os agrícolas.

Outro índice, o IGP-M, que é referência para o reajuste dos contratos de aluguel, passou de 5,00% para 4,95% nas projeções dos analistas para 2017. Quatro levantamentos antes, estava em 5,35%. No caso de 2018, o índice foi de 4,80% para 4,68%, ante os mesmos 4,68% de um mês atrás.

Publicidade

Já a mediana das previsões para o IPC-Fipe de 2017 foi de 4,84% para 4,70% no Focus. Um mês antes, a mediana das projeções do mercado para o IPC era de 5,07%. Para 2018, a projeção do IPC-Fipe permaneceu em 4,50%, mesmo valor de um mês antes.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade