Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inflação do tomate desacelera. Cebola dispara

Confira a variação de preços em março para todo item monitorado pelo IBGE

Os alimentos continuam pressionando a inflação, conforme os números divulgados hoje pelo IBGE. Para desespero das cantinas, o tomate subiu mais 6,1% em março. É uma alta bem menor que a de fevereiro (20,17%), mas ainda assim superior à variação de 350 de 365 preços monitorados pelo instituto. Em 12 meses, a inflação acumulada do tomate já é de 122%, atrás apenas da farinha de mandioca (alta de 151,39%) e à frente da batata-inglesa (97,29%). No mesmo período, o índice geral avançou 6,59%, acima do teto da meta do governo, que é de 6,5%.

Leia também:

Inflação acima da meta comprova descaso do governo

IPCA sobe 0,47% e estoura o teto da meta de 6,5% em 12 meses

Em março, os produtos que mais subiram foram a manga (30,2%), a cebola (21,43%), o açaí (18,31%) e o repolho (15,74%). Destes, a cebola é a que mais pesa no orçamento das famílias (quinze vezes a manga e três vezes o repolho e o açaí). Cebola e repolho estão no quarto e quinto lugares na lista dos produtos que mais subiram nos últimos 12 meses (76,46% e 71,8%, respectivamente).

A categoria dos alimentos foi a que mais subiu em março 1,14%, sendo responsável por 60% do índice geral, mas ficou abaixo da variação em fevereiro (1,45%). À exceção de habitação (que foi de -2,38% a 0,51%) e comunicação (de 0,10% para 0,13%), todos os demais grupos de preços também cederam no mês passado. Transportes, por exemplo, caiu de 0,81% para -0,09%, puxado pela queda nos preços das passagens aéreas (-16,43%). Segundo o IBGE, a queda expressiva em educação (de 5,4% em fevereiro para 0,56%) teve forte influência no recuo do índice geral de 0,6% em fevereiro para 0,47%.

Clique na imagem abaixo e confira a variação dos preços em março, medida pelo IPCA, para cada item acompanhado pelo IBGE. A área representa o peso do produto no índice geral da inflação, e a cor, a variação de preço. Em laranja, estão os produtos que subiram. Em azul, os que caíram de preço. Em amarelo, o destaque é a cebola, que subiu 21,43% no mês.

Inflação em março, medida pelo IPCA

Clique na imagem abaixo e confira a variação dos preços em fevereiro, medida pelo IPCA, para cada item acompanhado pelo IBGE. Em amarelo, o destaque é o tomate, que no mês passado subiu 20,17%.

Inflação em fevereiro, medida pelo IPCA

Clique na imagem abaixo e confira a variação dos preços nos últimos 12 meses, medida pelo IPCA, para cada item acompanhado pelo IBGE. Em amarelo, o destaque é a farinha de mandioca, a vilã da inflação no período (alta de 151,39%).

Inflação acumulada em 12 meses, até março, medida pelo IPCA