Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Indústria de materiais de construção quer investir mais

Pacote de incentivos do governo elevou os planos do setor, segundo pesquisa da Abramat

O pacote de incentivos do governo elevou os planos de investimento por parte do setor de materiais de construção, de acordo com pesquisa divulgada nesta terça-feira pela Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat). Dentre os empresários consultados, 81% disseram que pretendem investir ao longo dos próximos 12 meses. O nível é o maior do ano e está acima dos 67% registrados em agosto e dos 77% de setembro de 2011.

As expectativas positivas em relação às ações do governo para os próximos 12 meses também cresceram. Em setembro deste ano, 58% dos empresários afirmaram estar otimistas. Em agosto, eram apenas 36%, e em setembro de 2011, 54%.

A sondagem também mostrou que 70% dos empresários consideraram as vendas boas ou muito boas em setembro, e 81% acreditam que o faturamento será bom ou muito bom no mês que vem. O nível de utilização da capacidade instalada da indústria de materiais subiu para 83% em setembro, ante 81% em agosto. Por outro lado, a atividade do setor ficou abaixo dos 86% registrados em setembro de 2011.

De acordo com a Abramat, a melhora no setor reflete as ações do governo, como a prorrogação da desoneração do IPI de materiais de construção, além da inclusão de novos produtos na lista. “Recentemente, em reunião com o ministro Guido Mantega (Fazenda), expomos que prorrogar a desoneração do IPI seria aumentar a intenção de investimento pelos empresários. Ficamos felizes que isso tenha realmente acontecido”, afirmou em nota Walter Cover, presidente da entidade.

(Com Agência Estado)