Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Índice de ações europeu tem maior alta em dois meses

Ante a expectativa de que a Grécia não dará um calote, as bolsas europeias ganharam fôlego e fecharam o dia em alta

O índice FTSEurofirst 300 subiu 1,42%, para 1.096 pontos, na maior alta desde meados de abril

O principal índice das ações europeias teve a maior alta em dois meses nesta terça-feira, afastando-se das mínimas em três meses em meio, graças ao otimismo de que a Grécia conseguirá a ajuda financeira necessária para evitar um default (calote) no próximo mês. Alguns estrategistas, no entanto, disseram que a alta teve apenas fundamentos técnicos.

De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300, que abrange as principais ações de empresas da Europa, subiu 1,42%, para 1.096 pontos, na maior alta desde meados de abril. O índice das ações de bancos da Grécia subiu 6,9%. O euro avançava em relação ao dólar, ajudando a dar suporte ao petróleo e aos preços de metais. Já o índice Stoxx Europe 600 Basic Resources de empresas produtoras de matérias-primas teve alta de 2,5 %.

“Nós caímos bastante. A esperança de que o voto de confiança seja aprovado ajuda no curto prazo, mas o cenário em termos de fundamentos é de que a dívida da Grécia é insustentável”, disse Andy Lynch, gestor de fundos da Schroders, que administra 197 bilhões de libras.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 1,44%, a 5.775 pontos. Já em Frankfurt, o DAX subiu 1,89%, para 7.285 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 avançou 2,04 %, para 3.877 pontos; ao passo que, em Milão, o índice FTSE/Mib encerrou em alta de 2,08%, a 20.102 pontos.

Por fim, o índice da bolsa espanhola, o Ibex-35, registrou valorização de 1,93%, para 10.231 pontos; enquanto o da portuguesa, o PSI20, teve ganho de 1,3%, para 7.199 pontos.

(com Reuters)