Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Índice de ações da Bovespa cai à mínima desde agosto

Ibovespa recua 2,2% nesta sexta-feira, para 65 269 pontos; queda se deve à migração de recursos para outras bolsas no exterior

O principal índice das ações brasileiras caiu mais de 2% nesta sexta-feira, com os investidores dando continuidade à migração para bolsas no exterior em meio à incerteza sobre a política monetária local e ao crescimento mais firme das principais economias. O Ibovespa recuou 2,24%, a 65 269 pontos – o menor patamar de fechamento desde 31 de agosto. O giro financeiro do pregão foi de 7,2 bilhões de reais. Na semana, o índice teve queda de 2,1 %.

A tendência de declínio do Ibovespa começou em 13 de janeiro. A partir de então, os investidores começaram a deslocar com mais intensidade recursos do mercado doméstico para outras bolsas, preocupados com a inflação e com as medidas do governo Dilma para esfriar os preços e inibir a queda do dólar.

Nas duas primeiras sessões de fevereiro, seguindo a tendência da segunda metade do mês passado, houve a saída líquida de 157,5 milhões de reais da bolsa paulista.

A aceleração do crescimento nas principais economias, como a dos Estados Unidos, também conduz o dinheiro para o exterior. “Temos visto nos últimos dias uma tendência de saída de investidores dos mercados emergentes em direção aos Estados Unidos”, disse o sócio da M2 Investimentos Bruno Lembi.

Segundo levantamento do Bank of America Merrill Lynch, os fundos de ações em países emergentes tiveram “a primeira semana com saída genuína e determinada de capital desde a crise de 2008”, com saques na ordem de 7,2 bilhões de dólares – o terceiro maior valor registrado.

Nos EUA, dados têm mostrado melhora gradual do mercado de trabalho e da atividade industrial. O governo, porém, aguarda uma consolidação maior do emprego antes de começar a reverter as políticas pró-crescimento.

Praticamente todos os setores sofreram na Bovespa nesta sexta-feira. A maior queda entre as principais ações foi a da Rossi, com variação de 4,46%, a 12,43 reais. O setor imobiliário é um dos primeiros a sofrer com a perspectiva de um aperto no crédito.

As blue chips Vale e Petrobras também caíram, com baixa de 1,58% das ações preferenciais da mineradora, a 50,39 reais, e de 1,46% dos papéis PN da estatal, a 27,62 reais.

Entre as empresas que escaparam da queda, as operadores de cartões Redecard e Cielo se destacaram, com elevações, respectivamente, de 3,94%, a 19,54 reais, e de 2,73%, a 11,67 reais. O movimento, porém, apenas anulou a forte queda dos mesmos papéis na véspera, após o resultado da Redecard no quarto trimestre do ano passado.

(com Reuters)