Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Índia: Kingfisher irá retomar voos após greves

Por Nalu Fernandes

Nova Délhi – A empresa aérea indiana Kingfisher informou, neste sábado, que seus serviços retornariam ao normal depois da greve dos funcionários. O anúncio ocorreu após o proprietário da companhia, Vijay Mallya, avisar aos trabalhadores, em uma carta aberta, que “prejudicar o futuro da Kingfisher aos olhos do público não produziria dinheiro” para pagar salários e manter a empresa funcionando. A greve estava sendo conduzida em virtude de salários vencidos e causou o cancelamento de mais de três dúzias de voos.

A greve, a terceira em três semanas, ocorreu depois que a companhia obteve mais tempo dos seus credores neste mas para elaborar um plano de recuperação para evitar a falência. A greve, disseMallya, deixa os esforços para reviver a empresa “mais difíceis por causar preocupação entre os potenciais investidores”. Ele também chefia a lucrativa United Breweries.

Em comunicado, a Kingfisher informa que tem “o prazer de anunciar que todos os voos agendados continuariam a operar normalmente”, mas não forneceu detalhes.

Quarenta voos domésticos foram cancelados durante um dia de greve, afirmou o vice-presidente, Prakash Mirpuri, para a AFP. O executivo diz que 75% dos funcionários receberam salários atrasados – desde fevereiro – na sexta-feira e o restante receberia na segunda-feira. As informações são da Dow Jones.