Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Impasse sobre dívida grega derruba bolsas da Europa

A contração do PIB espanhol e os gastos dos consumidores americanos, abaixo do previsto, também influenciaram negativamente os mercados

Os principais índices das bolsas europeias fecharam em queda nesta segunda-feira, com o impasse sobre a dívida da Grécia pesando sobre os mercados, além da contração de 0,3% do PIB da Espanha, no quarto trimestre do ano passado. Além disso, os gastos dos consumidores ficaram estáveis em dezembro nos Estados Unidos, quando a previsão era de alta.

Nem mesmo o único dado positivo do dia, a melhora na confiança do consumidor na zona do euro, que foi a -20,7 em janeiro, de -21,3 em dezembro, foi capaz de animar os mercados. A resposta a essas notícias foi a queda do índice pan-europeu Stoxx 600 de 1,13%, ou 2,88 pontos, para 252,52 pontos.

Em Londres, o índice FTSE 100 fechou em baixa de 1,09%, para 5.671,09 pontos. O peso maior foi do Royal Bank of Scotland que caiu 3,5%, após o CEO do banco desistir de receber bônus. Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 caiu 1,60%, para 3.265,64 pontos, e as maiores baixas foram so setor bancário com o temor sobre uma possível nova taxa sobre as receitas. Enquanto isso, em Frankfurt, o índice DAX teve recuo de 1,04%, para 6.444,45 pontos.

Milão, Madri e Lisboa também registaram queda, de 1,21%, 1,62% e 2,45%, respectivamente.

Grécia na contramão – Na Grécia, o índice ASE teve alta de 0,6%, para 750,04 pontos. “Hoje, vimos muito movimento de sobe-e-desce”, disse um corretor local. “Não há direção para o mercado, que espera novas notícias”, prosseguiu a fonte. Alpha Bank teve alta de 6%, enquanto Eurobank recuou 0,6%, em meio a dúvidas sobre os planos de fusão das duas instituições financeiras.

(Com Agência Estado)