Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

IGC reduz safra global de trigo; eleva a do milho

LONDRES, 24 Mai (Reuters) – Os estoques globais de trigo devem cair à mínima de quatro anos ao final da temporada 2012/13, com a piora das perspectivas para as safras na União Europeia, Rússia e Marrocos, disse o Conselho Internacional de Grãos (IGC) em seu relatório mensal divulgado nesta quinta-feira.

O IGC afirmou que os estoques globais de milho, em contraste, devem subir à máxima de três anos ao final da temporada 12/13, estimulados pela produção global recorde.

A produção global de trigo em 2012/13 foi reduzida em 5 milhões de toneladas, para 671 milhões, abaixo das 676 milhões da temporada anterior, enquanto os estoques ao final da temporada foram revisados em queda de 15 milhões de toneladas, para 191 milhões – os menores em quatro anos.

O órgão rebaixou sua projeção para a safra de trigo russa em 3 milhões de toneladas, para 55 milhões, levemente abaixo das 56,2 milhões de toneladas da temporada anterior.

Já as previsões para as safras na região do Mar Negro recuaram por conta da seca de primavera.

“Condições adversas rebaixaram as expectativas de colheita na União Europeia, Rússia e Marrocos”, disse o IGC.

O IGC cortou sua projeção para a safra de trigo da UE em quase 2 milhões de toneladas, para 133,1 milhões, abaixo das 138,2 milhões de toneladas do ano passado, enquanto a safra do Marrocos foi estimada em 3,3 milhões de toneladas, ante 4 milhões, bem abaixo dos 5,8 milhões de toneladas do ano anterior.

SAFRA RECORDE DE MILHO

A produção global de milho em 2012/13 foi elevada em 13 milhões de toneladas, para um recorde de 913 milhões, refletindo principalmente uma melhor perspectiva nos Estados Unidos, China e Brasil.

“Semeaduras precoces reforçaram as expectativas de uma enorme colheita nos EUA”, disse o órgão.

O IGC também aumentou sua previsão para os estoques de passagem de milho no mundo em 6 milhões de toneladas, a máxima de três anos, para 141 milhões de toneladas, contra as 129 milhões de toneladas registradas na temporada anterior.

“Os estoques globais estão projetados para subir ao maior nível em três anos, quase totalmente atribuível aos EUA”, disse a entidade.

O IGC elevou sua estimativa para o consumo global de milho em 2012/13 em 9 milhões de toneladas, para 902 milhões.

“As disponibilidades globais devem ser mais confortáveis (que durante a temporada 2011/12) e o milho pode substituir parte do trigo em rações animais”, disse o IGC.

(Reportagem de Nigel Hunt)