Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Honda reduzirá exportações por valorização do iene

Com a moeda japonesa no maior nível em relação ao dólar desde a Segunda Guerra, matriz não usará o Japão como centro de produção mundial

A montadora japonesa Honda Motor pretende reduzir à metade suas exportações durante a próxima década em consequência da valorização do iene, anunciou nesta quarta-feira o presidente da empresa, , Takanobu Ito. “Com a valorização do iene, a empresa não pode utilizar o Japão como centro de sua produção mundial e base para as exportações”, explicou Ito em uma entrevista ao jornal Asahi.

Considerado um valor refúgio em períodos de incerteza econômica, o iene registrou nos últimos meses o maior nível em relação ao dólar desde a Segunda Guerra Mundial e ante o euro nos últimos dez anos. “A Honda exporta atualmente entre 30 e 40% de sua produção japonesa, mas é difícil seguir vendendo no exterior com a persistente angústia dos movimentos do mercado cambial. A empresa exportará no futuro entre 10% e 20% de sua produção japonesa”, afirmou o executivo.

A ideia é distribuir de maneira mais adequada a produção e as vendas entre o Japão e suas outras regiões estratégicas: América do Norte, China, restante da Ásia, América do Sul e Europa.

(com Agence France-Presse)