Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Hollande fará, se eleito, 4 propostas sobre o tratado europeu

Por Patrick Kovarik 25 abr 2012, 11h28

O candidato socialista à presidência francesa, François Hollande, se disse satisfeito nesta quarta-feira com as declarações do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, sobre o crescimento, e anunciou que fará, se eleito, 4 propostas sobre o tratado orçamentário europeu.

Durante coletiva de imprensa, Hollande disse que, se for eleito, enviará no dia seguinte aos comícios um memorando aos chefes de Estado sobre a renegociação do tratado, e analisou suas propostas, entre elas a criação de eurobônus destinados a financiar grandes projetos de infraestrutura e um imposto às transações financeiras.

O candidato socialista, apontado como vitorioso pelas pesquisas no segundo turno da eleição presidencial francesa de 6 de maio, disse que suas propostas são: “criação de eurobônus, não para mutualizar as dívidas, mas sim para financiar projetos industriais e de infraestrutura”, liberar fundos do Banco Europeu de Investimentos” (BEI), criação de um imposto às transações financeiras e mobilização dos remanescente de fundos estruturais europeus, hoje inutilizados, para acompanhar projetos”.

O presidente do BCE, Mario Draghi, admitiu hoje em Bruxelas que a União Europeia também precisa de um “pacto para o crescimento”, além do “pacto orçamentário” já acordado pelos líderes europeus.

Continua após a publicidade

Publicidade