Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Graça volta a defender preços diferenciados para o gás

Para a presidente da Petrobras, valores têm de ser distintos para grandes consumidores

A presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, voltou a defender nesta segunda-feira a proposta de adoção de preços diferenciados para cada perfil de consumidores de gás. No passado, quando ainda ocupava o cargo de diretora da área de Gás e Energia, ela defendia, por exemplo, que os valores praticados nas vendas feitas a indústrias químicas que utilizam gás como matéria-prima tinham de ser distintos.

“É possível que, no futuro próximo, a gente faça uma revisão na política de preços do gás. É razoável que a indústria química esteja agrupada como indústria química”, afirmou Graça, fazendo a mesma análise em relação a outros públicos consumidores.

Para atingir esse objetivo, contudo, a presidente da estatal destacou que a Petrobras precisa mapear exatamente qual será a disponibilidade de gás natural para o mercado. “Ainda não temos o resultado dos testes de injeção de gás (no pré-sal) e dependemos dessa descoberta para definirmos quanto poderemos destinar de gás para o mercado”, destacou.

(com Agência Estado)