Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo planeja leiloar quatro áreas no pré-sal no 1º semestre de 2017

Previsão é que sejam licitadas as áreas de Carcará, Gato do Mato, Tartaruga Mestiça e Sapinhoá, todas na Bacia de Santos

O governo federal planeja realizar um leilão de áreas petrolíferas no pré-sal no primeiro semestre de 2017, disse nesta terça-feira o novo secretário de Óleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix, durante evento do setor no Rio de Janeiro. Segundo o secretário serão oferecidas quatro áreas adjacentes a grandes descobertas já realizadas: Sapinhoá, Carcará, Gato do Mato e Tartaruga Mestiça, todas na Bacia de Santos.

“Essas áreas que são tratadas em prosa e verso, que são as maiores (unitizáveis do pré-sal) e que têm descobertas significativas que avançam para a área da União”, disse Félix. A unitização é necessária quando uma jazida de óleo e gás descoberta em determinado local ultrapassa os limites do contrato e avança para uma outra área.

No caso das quatro áreas que serão leiloadas, as jazidas descobertas avançam para áreas ainda não licitadas do pré-sal e que, portanto, pertencem à União. O secretário não quis entrar em detalhes sobre expectativas com arrecadação no leilão e de volumes das jazidas descobertas.

Félix explicou, no entanto, que como o pré-sal é regido por regras diferentes e que passam por mudanças, o governo ainda estuda a forma exata de como acontecerá a unitização. Ainda não estão claros os detalhes sobre como será escolhida a empresa operadora da área e como as companhias envolvidas nos projetos irão dividir investimentos e o petróleo produzido.

Leia também:

Déficit primário de 2017 deve ficar entre R$ 150 bi e R$ 160 bi, diz líder do governo

Chaim Zaher renuncia ao posto de CEO da Estácio

O secretário afirmou que uma resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), sobre unitizações, deverá ser publicada dentro dos próximos 45 dias, mas evitou dar detalhes. O leilão de áreas unitizáveis no pré-sal poderá ocorrer, segundo Félix, junto com a 14ª Rodada de Licitação de blocos exploratórios de petróleo.

(Com Reuters)