Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Governo italiano muda projeto e desiste de taxar ricos

Por Da Redação 29 ago 2011, 15h29

Os membros da coalizão governista de centro-direita da Itália chegaram hoje a um acordo sobre mudanças no pacote de austeridade de 45,5 bilhões de euros destinado a equilibrar o orçamento do país até 2013. Com o acordo, o governo italiano recuou em uma proposta anterior de um imposto de “solidariedade” sobre rendas mais elevadas e reduziu cortes planejados para o financiamento de governos locais.

Em um comunicado divulgado após uma reunião de sete horas entre lideranças da coalizão encabeçada pelo primeiro-ministro Silvio Berlusconi, a administração afirmou que também propôs mudanças constitucionais para cortar pela metade o número de membros do Parlamento e abolir governos provinciais, a fim de cortar o gasto público.

De acordo com as emendas propostas de um decreto aprovado em meados de agosto, o imposto de “solidariedade” será substituído por novas medidas fiscais, que combaterão a evasão fiscal e reduzirão as vantagens fiscais para as cooperativas. Pela proposta anterior, haveria um imposto de 5% sobre as rendas de mais de 90 mil euros ao ano, e de 10% nas rendas de mais de 150 mil euros anuais.

A coalizão de Berlusconi também proporá um aumento nos impostos para os próprio membros do Parlamento. Em comunicado, o governo enfatizou que as mudanças não alterarão as economias totais de 45,5 bilhões de euros.

As medidas mais recentes ainda precisam de uma aprovação final no Parlamento. A Itália tem um dos maiores níveis de endividamento do mundo e está com uma baixa taxa de crescimento. Pressionado por investidores e pelo Banco Central Europeu (BCE), o governo de Berlusconi anunciou este mês que pretende restaurar o equilíbrio orçamentário até 2013, e não em 2014 como anteriormente planejado.As informações são da Dow Jones.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)