Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Governo desiste de adiar horário de verão, que começa em 4 de novembro

Data coincidirá com o dia da primeira prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio); mudança havia sido pedida pelo Ministério da Educação

Por Da Redação 15 out 2018, 21h36

O governo decidiu manter para o próximo dia 4 de novembro o início do horário de verão, de acordo com informações da assessoria da Presidência, confirmadas nesta segunda-feira (15). Não haverá, portanto, adiamento para o dia 18 de novembro, como havia sido comunicado pelo Palácio do Planalto no início deste mês. Ele termina em 17 de fevereiro de 2019.

A mudança havia sido pedida pelo Ministério da Educação para evitar prejuízos aos estudantes, já que a primeira prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) está marcada justamente para o dia 4 de novembro.

No último dia 3 de outubro, o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, anunciou em sua página no Facebook que os candidatos teriam “mais tranquilidade para fazer as provas” com a medida. “Caso o horário de verão iniciasse no primeiro dia de provas do Enem, como estava previsto, muito provavelmente acarretaria em prejuízos aos participantes”, escreveu.

Um decreto já havia sido publicado pelo presidente Michel Temer (MDB) fixando o início do horário de verão para o dia 4 de novembro. O governo decidiu manter a data para evitar insegurança jurídica.

O horário de verão, que neste ano será mais curto, começará em novembro (e não em outubro, como costumava acontecer) por causa de um pedido do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para que não coincidisse com as eleições (em 7 e 28 de outubro, datas do primeiro e do segundo turnos).

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.