Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo autoriza reajuste de até 10% em planos de saúde individuais

Foi a 15ª vez em que o reajuste ficou acima da inflação do ano anterior - 2,95% em 2017

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 27, resolução autorizando um aumento de até 10% os planos de saúde individuais. Foi a 15ª vez em que o reajuste ficou acima da inflação do ano anterior – 2,95% em 2017.

Neste ano, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) conseguiu uma liminar que restringia o aumento a 5,72%. Mas a decisão durou pouco tempo. A ANS recorreu, e o Tribunal Regional Federal de São Paulo suspendeu a liminar favorável ao Idec.

Para o Idec, há abusos, distorções e falta de transparência na política de reajuste dos planos de saúde, o que teria sido corroborado em relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) que aponta distorções. Em 2015, 2016 e 2017, os reajustes permitidos pela agência superaram 13% ao ano. A ANS nega a falta a falta de transparência e afirma que ‘suas decisões são baseadas em informações técnicas e que é preciso considerar que o setor de planos de saúde possui características específicas que influenciam a formação do porcentual de reajuste, como a variação da frequência de utilização e variação de custos em saúde’.

Segundo a ANS, o porcentual máximo de 10% atinge 8,1 milhões de beneficiários, o que representa 17% do total de 47,3 milhões de consumidores de planos de assistência médica no Brasil. São aqueles que contrataram planos de saúde a partir de janeiro de 1999 ou que tiveram os contratos adaptados à Lei nº 9.656/98.

“Os consumidores têm o poder escolha. Caso entendam que seu plano de saúde não está lhes atendendo adequadamente, podem optar pela portabilidade para outra operadora”, afirma a ANS.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Numa boa, gostaria de ter o poder de colocar toda a diretoria da ANS em um paredão e, pessoalmente, colocar uma bala na cabeça de cada um deles.

    Curtir

  2. manoel heriberto manoel

    essa diretoria da ans e formada por bandidos, marginais corruptos que não esta nem ai para o povo
    merecia um pelotão de fuzilamento.

    Curtir

  3. Valdeci Pinheiro de Lima

    O meu plano de saude vem sendo reajustado acima de 15% ano apos ano nos ultimos 10 anos. Inexoravelmentre chegara o dia em que terei que desistir do plano. As agencias reguladoras estao no ritmo geral da nação, ou seja, levando suas vantagens. Triste viver neste pais onde tudo esta podre, pior é nao ter outra opção!

    Curtir

  4. José Smigle

    Os censores da Veja continuam deletando meus comentários. A ANS autorizou aumento de 19,99% em plano da Amil, categoria UBES. Porque não fazem uma reportagem sobre os aumentos por categorias?

    Curtir

  5. José Smigle

    A Veja censurou meu comentário anterior porque falei que a situação de calamidade dos planos de saúde no Brasil é mais uma herança p.e.t.i.s.t.a

    Curtir