Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Google usará o Waze como concorrente do Uber, diz jornal

Empresa já faz testes em áreas próximas de sua sede, na Califórnia, segundo o jornal 'The Wall Street Journal'

O Google planeja usar o aplicativo Waze para oferecer viagens compartilhadas, uma iniciativa que levará a empresa a competir com plataformas como o Uber, informou nesta terça-feira The Wall Street Journal.

Segundo a publicação, a empresa iniciou em maio um projeto piloto nos arredores de sua sede na Califórnia que permite que os funcionários de algumas empresas vizinhas utilizem Waze para compartilhar viagens de carro. A partir deste ano, caso a iniciativa seja bem-sucedida, o Google deve começar a oferecer esse serviço em todas as áreas de San Francisco, segundo uma fonte anônima citada pelo jornal.

Ao contrário do Uber e de outros aplicativos, como o Lyft, que funcionam basicamente como um serviço de táxi, a iniciativa do Google pretende conectar unicamente motoristas que vão na mesma direção que outra pessoa também pretende ir, segundo essa mesma fonte. Para isso, a empresa planeja que as taxas sejam suficientemente baixas para convencer os motoristas a não operarem como taxistas.

Leia também:
Singapura testa os primeiros táxis sem motorista do mundo
Adeus, Google! Uber investe em sistema próprio de mapas
De goleiro a dormir de conchinha: apps criam ‘aluguel de gente’

O Waze, aplicativo que o Google adquiriu em 2013, tem foco hoje na navegação por estrada, com a particularidade de atualizar informações sobre acidentes e outros episódios por intermédio de mensagens dos usuários. Em Israel, país de nascimento do Waze, a empresa já oferece de forma bastante generalizada a opção de compartilhar um veículo.

Segundo o Journal, Google e Uber se veem cada vez mais como rivais, a despeito de, no passado, elas terem trabalhado em parceria. O gigante da internet chegou a investir 258 milhões de dólares no aplicativo de transporte.

(Com EFE)