Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Goodyear anuncia saída da Venezuela e paga funcionários com pneus

Na terça-feira 11, o governo venezuelano anunciou que assumiu o controle das instalações da Goodyear no país

A Goodyear comunicou a seus funcionários que está deixando a Venezuela. A fabricante de pneus mantinha 1.160 funcionários na unidade localizada na zona industrial de Valência, no estado de Carabobo.

Em comunicado atribuído a Goodyear, a empresa informa que foi forçada a encerrar suas operações na Venezuela. Em setembro, a Pirelli, uma das principais concorrentes da Goodyear, anunciou que deixaria o país após 28 anos de operações locais.

Segundo comunicado afixado na porta da fábrica, a Goodyear informa que fez todos os pagamentos referentes a impostos, benefícios previdenciários, salários e bônus para seus trabalhadores. O comunicado diz ainda que cada funcionário terá direito a receber 10 pneus e que os interessados nessa forma de recebimento devem entrar em contato com seus representantes sindicais.

Em entrevista ao jornal Tal Qal, o sindicalista Eduard Bremo diz que não sabe como será feito esse pagamento em pneus. “O preço pelo qual os pneus são vendidos não vale nada a trabalhadores com 30 anos de casa”, afirmou.

Na terça-feira 11, o governo venezuelano anunciou que assumiu o controle das instalações da Goodyear no país.

A hiperinflação venezuelana e a recessão econômica do país vem levando várias empresas a encerrar suas operações. Esse foi o caso recente da Kellogs e Kimberly-Clark. A inflação do país supera 1,3 milhão por cento ao ano, segundo relatório da Assembleia Nacional.