Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

França quer ofertas melhores pela Alstom

Segundo uma fonte, conversas entre o governo francês e as companhias interessadas continuarão ao longo desta semana

A General Electric, a Siemens e a Mitsubishi Heavy Industries (MHI) precisam melhorar suas ofertas se quiserem ouvir uma resposta positiva da Alstom, afirmou nesta terça-feira uma fonte do gabinete do presidente da França. Segundo a fonte, Siemens e Mitsubishi apresentaram uma oferta conjunta ao presidente François Hollande nesta terça-feira, enquanto a GE deve se pronunciar novamente nos próximos dias. “As conversas entre o Estado e as diferentes companhias vão continuar nesta semana”, disse. “As ofertas devem ser melhoradas”, acrescentou.

Já o presidente-executivo da Siemens, Joe Kaeser, afirmou que não há motivo para que o grupo alemão e a Mitsubishi discutam melhorar a oferta feita pela divisão de energia da Alstom. Para Kaeser, a oferta de ambas as empresas pela companhia francesa é superior à proposta anterior feita pela GE.

Leia também:

Siemens e Mitsubishi apresentam oferta para compra da Alstom

Siemens e Mitsubishi concluem oferta por negócio de turbinas da Alstom

Alstom estuda oferta da GE, mas deixa porta aberta para Siemens

General Electric – Uma fonte próxima à GE afirmou que a companhia quer evitar uma guerra de ofertas com a Siemens e a Mitsubishi pela Alstom. Segundo ela, a GE está negociando com o governo da França a possibilidade de mudar os termos do negócio que não possuem relação com o preço, como empregos, atração de novos investidores para a unidade de energia, acesso à tecnologia de turbina nuclear a vapor, além de algum tipo de acordo para fortalecer a divisão de transporte da companhia francesa.

As conversas, no entanto, estão focadas principalmente na tecnologia de turbina nuclear a vapor da Alstom. De acordo com a fonte, a GE está aberta para receber investimentos públicos e privados na divisão de energia do grupo francês, e trabalharia com o governo e o setor de energia da França para garantir que a Areva, grande empresa de energia nuclear, tenha acesso à tecnologia.

Cenário – A GE ofereceu 12,4 bilhões de euros (16,88 bilhões de dólares) pelo negócio de energia da Alstom, que inclui energia térmica, energia renovável e redes de transmissão. A oferta, entretanto, foi desafiada por uma proposta conjunta da Siemens e da Mitsubishi que inclui 7 bilhões de euros (9,5 bilhões de dólares) em dinheiro.

(com agência Reuters)