Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Foco inicial do combo da Net são as classes A e B

Por Rodrigo Petry

São Paulo – Os novos serviços de combo da Net, Claro e Embratel, anunciados hoje conjuntamente pelas empresas, terão como foco inicial os clientes das classes A e B. Os preços dos pacotes, que combinam TV paga, telefonia e internet fixa e móvel, entre outros, variam entre R$ 399,90 e R$ 699,90 ao mês. “Vamos começar com o público de renda mais alta, até ‘azeitar’ a operação”, disse o presidente da NET, José Antonio Félix.

Os executivos evitaram apresentar metas para a expansão do combo, assim como os investimentos destinados à operação, mas destacaram que o mercado potencial são os clientes dentro do atual universo das três empresas (Claro, Net e Embratel). “Vamos ter equipes dedicadas ao atendimento dos clientes, treinadas para oferecer as melhores opções de pacotes. A ideia é tentar adequar o serviço (do combo) ao que o assinante necessitar”, disse Félix.

Questionado sobre o público da classe C, os presidentes das empresas salientaram que serviços como o pré-pago da Claro, longa distância e TV via satélite da Embratel, além dos pacotes de TV, telefone e internet da Net continuarão sendo comercializados separadamente. “Este produto (o combo) foi desenhando para as classes que necessitam de grande capacidade de dados e mobilidade”, afirmou o presidente da Embratel, José Formoso.

Segundo Félix, a intenção das companhias é ir avançando na base da pirâmide social, com o combo conjunto, aos poucos. “Iniciar com as classes de maior poder aquisitivo é mais fácil. Mas, com o tempo, isso vai acontecer (atingir classe C)”, disse. Sobre a compra da participação da Globo pela América Móvel na Net, Félix disse se tratar de um assunto para os acionistas controladores, entre eles o empresário mexicano Carlos Slim.

O presidente da Claro, Carlos Zenteno, destacou que, por meio do combo conjunto, a empresa poderá conquistar uma fatia maior de mercado. “Isso vai nos ajudar a crescer (o combo). Mas a empresa continua focada na qualidade dos serviços e não vamos abrir mão disso”, afirmou. Os executivos informaram que a unificação societária das empresas, embaixo da América Móvel, de Slim, está em andamento, mas não forneceram maiores detalhes. “Vamos informar essas ações, aos investidores, quando elas ocorrerem”, disse Félix. “Enquanto isso, cada empresa continuará focada no seu negócio”, complementou Formoso, da Embratel.

O combo contará com uma rede de atendimento e fatura das contas de forma unificada. “Cada serviço pago será enviado de forma separada, mas no mesmo envelope (de correspondência)”, disse Félix. A central de atendimento será em Americana (SP), com funcionários próprios. A intenção da companhia é ampliar o número de atendentes conforme se dê a expansão na base de clientes.

“Vamos entregar os pacotes que os clientes querem, com convergência e integração de redes”, disse Zentero, da Claro. Formoso, da Embratel, acrescentou que a companhia já redesenha os serviços das redes de dados para atender a capacidade que será demandada pelos clientes. A parceria comercial da Embratel com a Net para alguns serviços, por exemplo, já acontece desde 2006.

Segundo Félix, inicialmente em algumas regiões da cidade de São Paulo, com maior tráfego de dados, os clientes do serviço de combo contarão com uma rede wi-fi externa. “Entendemos a diferença da rede (de internet) fixa e móvel e, sensíveis a isso, começamos por São Paulo, com uma rede wi-fi, para navegar em determinados pontos da cidade”, disse.