Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fiat assume controle da Chrysler em acordo de US$ 4,35 bi

A montadora italiana anunciou na noite de quarta-feira a compra dos 40% restantes da Chrysler

As ações da Fiat chegaram a subir 16% no início das negociações nesta quinta-feira depois que a montadora italiana fechou um acordo de 4,35 bilhões de dólares para deter o controle total da Chrysler, da qual já era dona de 60%.

Acordo acontece após um ao intenso de negociações, durante o qual a Fiat foi aumentando gradualmente sua participação na Chrysler. A Fiat vai adquirir a participação de 41,46% na Chrysler de um fundo de seguro de saúde de funcionários aposentados afiliados ao sindicato United Auto Workers (UAW).

Leia também:

Fiat aumenta participação na Chrysler para 68,49%

Montadora Chrysler entra com pedido de IPO

Fiat passa a deter 65,1% da montadora americana Chrysler

O fundo, conhecido como uma associação voluntária dos empregados, ou VEBA, receberá 3,65 bilhões de dólares em dinheiro, dos quais 1,9 bilhão de dólares virão da Chrysler e 1,75 bilhão de dólares, da Fiat.

Depois de fechado o negócio, a Chrysler tem o compromisso de pagar ao UAW outros 700 milhões de dólares ao longo de três anos.

Ainda não está claro se uma fusão com a terceira maior montadora dos Estados Unidos será suficiente para reduzir as perdas da Fiat na Europa. O plano de Marchionne depende da sua capacidade de compartilhar tecnologia facilmente e de forma barata, além de dinheiro e rede de distribuidoras com a Chrysler.

Para Marchionne, o acordo permitirá “criar uma indústria automobilística global, com uma riqueza de experiências, opiniões e conhecimentos únicos no mundo, um grupo forte e aberto”. O acordo deverá ser concluído até o próximo 20 de janeiro, anunciou a Fiat.

(com agências Reuters e France-Presse)