Clique e assine com 88% de desconto

FGTS: Caixa libera nesta sexta o saque complementar de até R$ 998

Quem já havia retirado R$ 500 poderá pegar até R$ 498 caso tivesse saldo de até um salário mínimo em conta até o dia 24 de julho

Por Larissa Quintino - Atualizado em 20 dez 2019, 09h53 - Publicado em 20 dez 2019, 09h18

A Caixa Econômica Federal libera nesta sexta-feira, 20, o saque complementar do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Podem sacar até R$ 998 todos os trabalhadores que, até o dia 24 de julho, data em que o presidente Jair Bolsonaro assinou a medida provisória liberando a movimentação excepcional do FGTS, tinham o limite de até um salário mínimo em conta. Trabalhadores que já sacaram R$ 500 em etapas anteriores podem voltar ao banco para tirar o complemento, se tiverem direito.

O aumento do limite foi aprovado pelo Congresso Nacional em novembro e sancionado pelo presidente em dezembro, ou seja, já com o calendário em andamento. Por isso, a Caixa optou por liberar os saques complementares após a complementação do calendário regular do saque imediato.

Assim como nas etapas anteriores, vale lembrar que o limite é por conta. Ou seja, se o trabalhador tiver duas contas com limite de até um salário mínimo em 24 de julho, poderá retirar até R$ 1.996. Caso já tenha feito o saque de R$ 500, terá direito ao complemento de até R$ 498 por conta com limite até o salário mínimo na data da assinatura da MP. Os recursos ficam disponíveis até o dia 31 de março de 2020. Trabalhadores que optaram anteriormente por desfazer o crédito não têm direito de pegar o dinheiro agora. 

Desde o começo dos saques até 10 de dezembro, a Caixa informou que já foram sacados cerca de R$ 22 bilhões por 51 milhões de trabalhadores. Os novos valores contemplam mais de 10 milhões de pessoas e trarão um incremento de aproximadamente R$ 2,6 bilhões em relação ao previsto inicialmente. Ao todo, o saque imediato deve movimentar R$ 42,6 bilhões.

Publicidade

Como sacar

Os saques podem ser feitos nas casas lotéricas e terminais de autoatendimento, para quem tem senha do cartão cidadão. Quem tem cartão cidadão e senha pode sacar nos correspondentes Caixa Aqui, apresentando documento de identificação, ou em qualquer outro canal de atendimento.

No caso dos saques de até R$ 100, a orientação da Caixa é procurar casas lotéricas, com apresentação de documento de identificação original com foto. Segundo a Caixa, mais de 20 milhões de trabalhadores podem fazer o saque só com o documento de identificação nas lotéricas.

Quem não tem senha e cartão cidadão e vai sacar mais de R$ 100, deve procurar uma agência da Caixa com CPF, RG e carteira de trabalho em mãos. As dúvidas sobre valores e a data do saque podem ser consultadas no aplicativo do FGTS (disponível para iOS e Android), pelo site ou pelo telefone de atendimento exclusivo 0800 724 2019, disponível 24 horas.

Publicidade