Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Fed mantém juros inalterados, mas sinaliza para novas altas

Autoridades monetárias descreveram a atividade econômica recente como forte; inflação vem arrefecendo

Por da Redação
Atualizado em 1 nov 2023, 18h31 - Publicado em 1 nov 2023, 16h31

O Federal Reserve (Fed), banco central dos Estados Unidos, decidiu pela manutenção da taxa básica de juros. Com isso, os juros básicos permanecem em um intervalo entre 5,25% e 5,50% ao ano, conforme o comunicado feito nesta quarta-feira, 1º, pelo Comitê Federal de Mercado Aberto, o Fomc. A decisão vem em linha com a expectativa do mercado e deixa a porta aberta para mais ajustes no futuro.

Nas últimas 14 reuniões do Fomc, contando a dessta quarta, houve elevação dos juros em 11 e manutenção da taxa em três. O Fomc descreveu a atividade econômica americana como forte e destacou como os juros mais altos podem pesar sobre essa atividade a longo prazo, em contrapartida a inflação de setembro mostrou composição benigna. “Esse contexto acaba dificultando o trabalho do Banco Central em fazer a inflação convergir para a meta, exigindo que a autoridade monetária não sinalize um encerramento do ciclo alta de juros”, afirma Gustavo Sung, economista-chefe da Suno Research. 

A inflação americana foi de 3,7% em setembro, na comparação anual, o mesmo índice do mês anterior. O resultado veio em linha com as estimativas do mercado e mostrou desaceleração nos núcleos. Porém, o resultado está acima da meta do ano, que é de 2%.  “Ao determinar a extensão do reforço adicional da política que pode ser apropriado para fazer regressar a inflação a 2% ao longo do tempo, o comitê terá em conta o aperto cumulativo da política monetária, as defasagens com que a política monetária afeta a atividade econômica e a inflação, e os fatores econômicos e financeiros. O comitê está preparado para ajustar a orientação da política monetária conforme apropriado, caso surjam riscos que possam impedir a consecução dos objetivos do comitê”, diz o comunicado do Fed.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.