Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Eike faz acordo com empresa suíça para renovar Hotel Glória

Acron assumiu o desenvolvimento do imóvel em fevereiro deste ano. Expectativa é de que o empreendimento seja inaugurado em 2016

Por Da Redação 12 nov 2014, 11h53

A companhia suíça Acron e o empresário Eike Batista fecharam um acordo para a renovação do Hotel Glória, localizado no Rio de Janeiro, um dos mais tradicionais do país. “É um ponto de referência próximo do coração da maioria dos cidadãos do Rio de Janeiro. As nossas competências combinadas garantirão que o Hotel Glória seria um hotel de liderança novamente, assim como foi pelos últimos 82 anos”, disse Eike Batista em nota. O comunicado do grupo EBX, de Eike Batista, não traz detalhes da parceria.

Leia também:

Justiça acata pedido de recuperação judicial da MMX

Eike Batista se livra de dívida milionária da OGX

MMX deve pedir recuperação judicial nesta quinta-feira

“Acreditamos que ter um parceiro com profundo e detalhado conhecimento do Hotel Glória e do Brasil na nossa equipe é o melhor”, afirmou o presidente da Acron, Klaus W. Bender. Bender acrescentou que a Acron buscará outras oportunidades e projetos no setor imobiliário no Brasil. Desde que assumiu o desenvolvimento do hotel em 1º de fevereiro de 2014, a empresa estruturou o investimento, contratou prestadores de serviços e se comprometeu com um grupo hoteleiro para as operações do hotel.

A Acron comprou em fevereiro deste ano o empreendimento da REX, braço de empreendimentos imobiliários do grupo EBX. A REX adquiriu o Hotel Glória em 2008 e começou uma grande obra de retrofit do edifício em 2011. Uma fonte de mercado afirmou em fevereiro que a Acron adquiriu não apenas o edifício, mas a empresa dona do empreendimento. Segundo a fonte, companhia suíça levou o prédio, o contrato de construção de cerca de 300 milhões de reais da construtora Método e o empréstimo de 190 milhões de reais do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Atualmente o hotel tem apenas 26% das obras concluídas e a última previsão era de a inauguração aconteceria em maio de 2015, de acordo com informações do Portal da Transparência. Estimativas anteriores apontavam que a inauguração seria em abril, depois prorrogada para o segundo semestre de 2014. A empresa de Eike Batista chegou a anunciar que o hotel seria abriria as portas na Copa do Mundo, mas o empreendimento não foi entregue. Depois de uma série de atrasos, a nova previsão é de que a inauguração ocorrerá em 2016.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade