Clique e assine a partir de 9,90/mês

Dow Jones fecha em queda de 0,28%

Por Da Redação - 9 jul 2012, 18h38

Nova York, 9 jul (EFE).- As perdas de Wall Street diminuíram no final da sessão e o índice Dow Jones fechou em queda de 0,28%, enquanto o mercado espera o início oficial da temporada de resultados empresariais e aguarda os novos capítulos da crise da zona do euro.

Esse índice, que agrupa trinta das maiores empresas cotadas dos Estados Unidos, caiu 36,18 pontos, até 12.736,29; já o seletivo S&P 500 caiu 0,16% (-2,22 pontos), até as 1.352,46 unidades; enquanto o índice composto do mercado Nasdaq perdeu 0,19% (-5,56 pontos), até 2.931,77

Os números vermelhos prevaleceram pelo terceiro pregão consecutivo na Bolsa de Nova York, embora a queda no Dow Jones tenha diminuído no final da sessão, num dia em que os investidores esperaram o resultado das contas do fabricante de alumínio Alcoa.

A companhia, que encerrou a sessão com alta de 0,49%, divulgou suas contas após o fechamento em Wall Street, no que foi o início da nova temporada de resultados trimestrais das empresas americanas.

Continua após a publicidade

Os analistas e investidores esperam conhecer em detalhes como foi o segundo trimestre das grandes corporações para tomar o pulso da economia dos Estados Unidos, onde a falta de crescimento no mercado de trabalho é uma das principais preocupações.

Além disso, os investidores nova-iorquinos aguardaram nesta segunda-feira notícias que chegavam da Europa, onde o Eurogrupo e o Ecofin devem alcançar um acordo sobre os termos e as condições da ajuda de até 100 bilhões de euros que concederão à Espanha para recapitalizar seus bancos.

Com esse panorama, quase todos os setores do pregão nova-iorquino fecharam em queda: matérias-primas (-0,7%), energia (-0,69%), tecnologia (-0,39%) e financeiro (-0,25%).

Após passar quase toda a jornada com a maioria dos componentes no vermelho, o Dow Jones Industrial terminou dividido entre as quedas, lideradas pela química Dupont (-2,92%), e os lucros, capitaneados pela farmacêutica Merck (1,49%).

Continua após a publicidade

Também ganharam as companhias de telecomunicações Verizon (0,72%) e AT&T (0,28%), os supermercados Wal-Mart (0,56%), a farmacêutica Pfizer (0,49%), a aeronáutica Boeing (0,46%), e os fabricantes de produtos para a limpeza e a higiene pessoal Procter & Gamble (0,4%) e Johnson & Johnson (0,21%), entre outros.

Além da Dupont, registraram quedas o fabricante de maquinaria industrial Caterpillar (-1,74%), as petrolíferas Exxon Mobil (-1,36%) e Chevron (-0,58%), as financeiras Bank of America (-1,31%) e American Express (-0,38%), e as tecnológicas IBM, Cisco (-0,72%), HP (-0,72%) e Microsoft (-0,61%).

No mercado Nasdaq, destaque para o avanço da rede social Facebook, que subiu 1,39%, enquanto o gigante tecnológico Apple avançou 1,32%. Entre os portais, o AOL perdeu 0,67%, o Yahoo! caiu 0,19% e o Google avançou 0,01%.

Em outros mercados, o petróleo do Texas subiu 1,82%, até US$ 85,99 o barril, o ouro subiu para US$ 1.589,1 dólares a onça, o dólar caiu frente ao euro, negociado a US$ 1,2318, e a rentabilidade da dívida pública americano a dez anos descia para 1,51%. EFE

Publicidade