Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dow Jones fecha em baixa de 2,11%

Nova York, 21 nov (EFE).- O índice Dow Jones Industrial, o principal de Wall Street, fechou em baixa de 2,11% nesta segunda-feira, influenciado pelo setor financeiro em um pregão marcado pela falta de acordo de um comitê parlamentar para reduzir o déficit dos Estados Unidos.

Esse indicador, que reúne 30 das maiores empresas americanas, perdeu 248,85 pontos, para 11.547,31. O índice seletivo S&P 500 recuou 1,86%, para 1.192,98, enquanto o indicador da bolsa eletrônica, a Nasdaq, caiu 1,92%, aos 2.523,14 pontos.

O pregão nova-iorquino, que na reta final das negociações de hoje conseguiu amenizar ligeiramente as perdas, terminou em baixa no dia em que o comitê bipartidário que tenta nos Estados Unidos cortar US$ 1,2 trilhões do déficit público nos próximos dez anos deve anunciar hoje o fracasso de suas negociações.

A falta de consenso entre republicanos e democratas, que se uniu aos temores da crise de dívida da zona do euro após a advertência feita pela agência de classificação de risco Moody’s à França, contribuiu para que todos os setores de Wall Street fechassem em baixa, liderados pelos de matérias-primas (-2,3%) e financeiro (-2,11%). Esse último sofreu com quedas como as de Bank of America (-5,02%), Citigroup (-4,87%) e Morgan Stanley (-4,29%).

Também tiveram queda acentuada as ações da companhia petrolífera Chevron (-2,27%), um dia depois que o presidente de sua divisão brasileira, George Buck, ter dito que a companhia assumiu ‘total responsabilidade’ pelo vazamento de petróleo que começou há duas semanas na Bacia de Campos.

Na Nasdaq destacaram-se as quedas de Research In Motion (-4,56%), Amazon (-4%), Google (-2,34%), Cisco (-2,28%) e Apple (-1,58%).

Em outros mercados, o preço do petróleo Texas caiu 0,76%, para US$ 96,92 por barril, o ouro caiu abaixo da barreira dos US$ 1.700 a onça, para US$ 1.678,6, o dólar ganhava terreno frente ao euro (que era cotado a US$ 1,3497) e a rentabilidade da dívida pública americana a dez anos recuava para 1,97%. EFE