Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Dono da Trakinas e Halls fecha fábricas em SP e demite 1.400

Empresa vai transferir produção de Bauru e Piracicaba para fábricas de Curitiba (PR) e Vitória de Santo Antão (PE)

Por Da redação
Atualizado em 1 mar 2018, 19h12 - Publicado em 1 mar 2018, 15h52

A Mondelez Brasil, fabricante dos biscoitos Trakinas, Club Social, belVita e das balas Halls, comunicou aos funcionários de Bauru e Piracicaba, no interior de São Paulo, que irá fechar as duas fábricas até o fim deste ano. A desativação dessas unidades resultará na demissão de cerca de 1.400 trabalhadores – 600 de Piracibaba e 800 Bauru. Inicialmente, o sindicato informou que seriam 2.000 os atingidos.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Piracicaba, Fânio Luis Gomes, disse que a decisão pegou a entidade de surpresa. “Foi totalmente inesperado, conseguimos negociar apenas um pacote pequeno de benefícios para os demitidos”, afirmou.

Segundo ele, a empresa não deu muitas explicações sobre os motivos do fechamento das fábricas de São Paulo. “Disseram que houve queda nas vendas e que vão concentrar a produção nas unidades de Pernambuco e Paraná.”

O sindicato está tentando marcar um encontro entre a empresa e representantes do governo de São Paulo. “É uma última tentativa de tentar preservar esses empregos no Estado”, disse Gomes.

Continua após a publicidade

A Mondelez afirma que as unidades de Bauru e Piracicaba (SP) terão suas linhas transferidas e serão gradativamente descontinuadas até dezembro de 2018. “Como resultado dessas mudanças, Curitiba (PR) e Vitória de Santo Antão (PE) serão as duas maiores plantas de produção da companhia na América Latina.”

A empresa diz que a decisão de fechar essas duas fábricas não está relacionada ao desempenho de seus funcionários. “Decisões que afetam nossas pessoas e as cidades onde atuamos são sempre difíceis e essa não é exceção.”

Entre os benefícios oferecidos pela empresa estão indenização correspondente a 30% do salário-base por tempo de serviço, extensão do plano de saúde e seguro de vida por seis meses, ticket alimentação por seis meses e pagamento da PLR.

A empresa diz que vai oferecer plano de recolocação profissional e de transição de carreira, treinamento interno, feiras de emprego e workshops. “Em paralelo, havendo vagas abertas, os colaboradores que tiverem mobilidade e perfil compatível às posições serão considerados para transferência.”

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.