Dívida pública cresce 11,5% em 2016 e bate recorde

O montante de R$ 3,112 trilhões é do maior valor registrado para a dívida pública federal desde o início da série histórica, em 2004

Por Da redação - 25 jan 2017, 12h03

A dívida pública federal subiu 11,5% em 2016, para 3,112 trilhões de reais, segundo dados divulgados pelo Tesouro Nacional nesta quarta-feira. Trata-se do maior valor registrado desde o início da série histórica, em 2004. O resultado está dentro do estimado no Plano de Financiamento Anual (PAF), que previa uma dívida entre 3,1 bilhão de reais e 3,3 bilhões de reais no período. No fim de 2015, a dívida púbica federal estava em 2,793 trilhões de reais.

A Dívida Pública Mobiliária Federal interna, em circulação no mercado nacional, teve seu estoque elevado ao passar de 2,650 trilhões de reais para 2,986 trilhões de reais. Por sua vez, o estoque da Dívida Pública Federal externa recuou de 142,8 bilhões de reais para 126,5 bilhões de reais.

A variação do endividamento do Tesouro pode ocorrer por meio da oferta de títulos públicos em leilões, pela internet (Tesouro Direto), pela emissão direta ou pela assinatura de contratos de empréstimo. No último caso, o Tesouro toma empréstimo de uma instituição financeira ou de um banco de fomento, destinado a financiar o desenvolvimento de uma determinada região. A redução do endividamento se dá, por exemplo, pelo resgate de títulos.

Para 2017, o limite da Dívida Pública Federal (DPF) pode ficar entre 3,45 trilhões de reais e 3,65 de reais, segundo o PAF para o período, também divulgado hoje pelo Tesouro Nacional.

Publicidade

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade