Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dilma defende projetos de infraestrutura a empresários americanos

Em evento em Nova York, Dilma apresentou detalhes do pacote de concessões e disse que é preciso elevar a taxa de investimento no Brasil

A presidente Dilma Rousseff apresentou aos empresários americanos o que considera boas oportunidades de investimento na área de infraestrutura no Brasil. Em discurso em Nova York, Dilma disse que é preciso elevar a taxa de investimento na economia nacional e acrescentou que há uma grande demanda para avançar nessa área. “É preciso transformar a demanda potencial por melhor infraestrutura [no Brasil] em projetos viáveis para o capital privado. É exatamente isso que procuramos fazer. Essa viagem faz parte deste processo”, disse.

Em sua fala, ela apresentou números da segunda rodada do plano de concessões, lançado no começo de junho, e que envolve 198,4 bilhões de reais em parcerias com o setor privado. “Com mais carros, mais caminhões, ônibus, trafegando por nossas estradas, nós temos de ampliar investimentos em rodovias e estamos optando por um caminho, o de ampliar as concessões”, disse a presidente, que também acrescentou o aumento de fluxo em portos e aeroportos do país.

Dilma ainda disse que o Brasil vive um momento de construção das bases para a retomada do crescimento e que o controle da inflação e da situação fiscal faz parte dessa estratégia.

Leia mais:

Comércio é alvo principal de visita de Dilma aos EUA

Restabelecimento de confiança marca agenda política de Dilma nos EUA

Agenda – Segundo informações do Planalto, pela manhã Dilma se encontrou com o presidente-executivo do grupo de comunicação e entretenimento Rupert Murdoch. Na reunião, conversaram sobre cenário econômico internacional, oportunidades de negócio no Brasil e mercado global de notícias.

Em seguida, a presidente visitou a redação do The Wall Street Journal, um dos veículos de comunicação do grupo. Também participaram do encontro o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, e diretores da empresa.

Dilma viajou aos Estados Unidos no sábado, com uma comitiva de mais 10 ministros. Ela se reuniu com investidores e empresários em Nova York no domingo e nesta segunda. No fim do dia, ela viaja para Washington, onde vai jantar com o presidente Barack Obama. Depois, a presidente parte para a Califórnia, onde deve visitar a sede do Google e firmar acordos nas áreas da tecnologia, educação e saúde.

(Com agência Reuters)