Clique e assine a partir de 9,90/mês

Desemprego na Espanha atinge recorde em fevereiro

Número de pessoas sem trabalho cresce 4% e chega à marca de 4,3 milhões

Por Da Redação - 2 mar 2011, 06h23

O número de desempregados na Espanha já beira os 4,3 milhões, um novo recorde histórico, após alta de 68.260 pessoas em fevereiro, 1,6% mais que no mês anterior, informou o Ministério do Trabalho nesta quarta-feira.

O total de pessoas registradas nos serviços públicos de emprego chegou a 4.299.263, o número mais alto desde 1996, quando os dados começaram a ser compilados.

O desemprego subiu em todos os setores, sob a liderança do de serviços, onde aumentou em 39.569 pessoas (1,6%), enquanto a agricultura registrou 8.614 novos desempregados (6,6%); a indústria, 3.559 (0,7%), e a construção, 2.550 (0,3%).

O contingente sem emprego anterior registrou 13.968 novos desempregados (3,81%).

Continua após a publicidade

Em termos anualizados, o desemprego aumentou em 168.638 pessoas, 4% mais, segundo o Ministério do Trabalho e Imigração.

Em fevereiro foram assinados 1.011.418 contratos novos, 1,63% menos que no mesmo mês de 2010.

A Seguridade Social espanhola, por sua vez, perdeu 14.744 filiados em fevereiro, com o que registra seu oitavo mês consecutivo de queda de inscritos e situa em 17.347.094 a média de filiados ao sistema em fevereiro, 0,08% menos que em janeiro.

Segundo os dados publicados pelo Ministério do Trabalho nesta quarta-feira, nos últimos 12 meses houve a perda de 225.257 filiados, uma queda de 1,28%.

Continua após a publicidade

(com Agência EFE)

Publicidade