Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Desemprego cai para 5,2% em outubro

Esta é a menor taxa do ano e está abaixo também de outubro de 2012, quando o IBGE registrou 5,3% de desocupados

A taxa de desemprego no Brasil caiu para 5,2% em outubro, ante 5,4% em setembro, informou nesta quinta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Este é o menor nível de desemprego no ano e está abaixo também do verificado em outubro de 2012, de 5,3%. A Pesquisa Mensal de Emprego também mostrou que população desocupada somou 1,3 milhão de pessoas em outubro, praticamente estável em comparação ao mesmo mês de 2012 e a setembro deste ano.

Com relação aos empregados, também não houve alteração relevante, de acordo com o IBGE. Foram 23,3 milhões de brasileiros ocupados em outubro, ante 23,2 milhões de setembro. Destes, o número de trabalhadores com carteira assinada é de 11,9 milhões, pouca diferença em relação a setembro (11,8 milhões), mas 3,6% superior ao mesmo período do ano passado.

Leia também:

Criação de postos de trabalho permanece concentrada, diz IBGE

Emprego doméstico tem queda nos postos de trabalho

Renda – Ainda segundo o IBGE, o salário médio dos brasileiros em outubro, de 1.917 reais, variou pouco em relação a setembro (1.919 reais) e subiu 1,8% ante 2012.

Somando todos os salários de empregos formais, a massa de renda mensal foi de 45,1 bilhões de reais no décimo mês do ano, ante 45 bilhões de reais em setembro. O resultado representa um aumento de 1,4% frente a outubro do ano passado.

Vale lembrar que a pesquisa contempla apenas seis regiões metropolitanas: Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

Comércio – De acordo com o IBGE, só o setor de comércio criou 164 mil postos de trabalho no mês de outubro. O resultado representou um aumento de 3,9% no número de ocupados no segmento em relação a setembro. Na comparação com outubro de 2012, houve crescimento de 1,0%, com a criação de 42 mil vagas no comércio.

Na direção oposta, a indústria e a construção dispensaram trabalhadores. Em relação a setembro, houve retração de 2,4% no número de vagas na indústria, o equivalente a 90 mil trabalhadores demitidos. Em relação a outubro de 2012, a queda também foi de 2,4%, o que corresponde a 89 mil vagas a menos. Na construção, houve queda de 2,8% no número de ocupados em relação a setembro, 51 mil trabalhadores a menos. Em relação a outubro de 2012, a queda foi de 4,0%, ou 75 mil vagas cortadas.

(com Estadão Conteúdo)