Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Desemprego avança em três das quatro regiões pesquisadas pelo IBGE

Instituto continua, pelo terceiro mês consecutivo, divulgando dados incompletos devido à greve dos servidores, que terminou no início de agosto

Por Da Redação 21 ago 2014, 09h33

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira a Pesquisa Mensal de Emprego e Salário, pelo terceiro mês consecutivo com dados incompletos devido à greve dos servidores da instituição em Porto Alegre e Salvador. Assim, o órgão apresentou resultados de apenas quatro das seis regiões metropolitanas pesquisadas pelo instituto. A greve terminou no dia 13 de agosto, após 79 dias.

Em comparação a junho, a taxa de desocupação avançou em três das quatro regiões, segundo o IBGE. Em Belo Horizonte, houve leve alta de 3,9% para 4,1%, enquanto no Rio de Janeiro a variação foi de 3,2% para 3,6%, e Recife também apresentou elevação de 6,2% para 6,6%. Em São Paulo, houve queda de 5,1% para 4,9%. Todas as regiões apresentam queda na taxa de desocupação na comparação a julho do ano passado.

Leia também:

Criação de emprego em 2013 foi puxada pelo funcionalismo público

Emprego na indústria tem pior resultado desde 2009

Ainda com exceção de São Paulo, a população economicamente ativa desocupada aumentou nas três demais regiões pesquisadas em relação a junho, mas recuou na comparação com julho de 2013.

O rendimento médio real dos trabalhadores em Recife, de 1.513,10 reais em julho, subiu em ambas as comparações (1,2% no mês e 5% no ano). Em Belo Horizonte, onde a renda média está em 1.898,70, houve estabilidade na comparação mensal e queda de 2,1% no ano. Já no Rio de Janeiro, houve altas no mês (0,7%) e no ano (8,9%), fazendo com que a renda média avançasse para 2.285,60 reais. Já em São Paulo, em que o valor ficou em 2.102,70 reais, houve queda de 0,5% no mês e alta de 1,6% no ano.

Continua após a publicidade
Publicidade