Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Delta enfrenta ação nos EUA por causa de política sobre bagagem

Por Mitch Lipka

23 Dez (Reuters) – Com tantas pessoas viajando no fim de ano, há um grande risco de algumas chegarem ao destino final sem a bagagem. Quase quatro em mil passageiros deram queixa de mala perdida em 2010 nos Estados Unidos, quase 2 milhões ao todo.

Você sabia que, quando uma companhia aérea perde uma mala, a lei norte-americana garante uma indenização de até 3,3 mil dólares pelo que sumiu?

As companhias não divulgam isso amplamente, e agora a Delta Airlines, que investiu 100 milhões de dólares para ter 3 por cento do capital da Gol, está em maus lençóis por causa de como se relaciona com os passageiros quando há extravio de bagagem.

A Delta enfrenta uma ação judicial por supostamente ter sugerido que as pessoas têm direito apenas a uma pequena parcela da quantia que a lei garante.

“A Delta ignora totalmente as obrigações contratuais de reembolsar os gastos dos passageiros enquanto as malas ainda não chegarem”, acusou o processo que a Corte Distrital de Miami recebeu neste mês.

A porta-voz Betsy Talton disse que a Delta não comentará sobre o processo em andamento.

A American Airlines foi processada no ano passado por uma passageira que teve as malas extraviadas e pediu de volta as taxas de bagagem para ela e todas as pessoas que tivessem as malas perdidas ou atrasadas.

A passageira disse que gastou 300 dólares enquanto as malas não chegaram e que a AA se negou a indenizá-la. A companhia conseguiu derrubar todas as acusações, e a única parte do processo que ainda está em andamento é a acusação de que estaria enriquecendo injustamente às custas das taxas de bagagem.

A Spirit Airlines levou uma multa do Departamento de Transporte (DOT, em inglês) em 2009 por restringir os passageiros que teriam direito à indenização e por demorar até 14 meses para fazer o pagamento.

A Delta levou uma multa de 100 mil dólares no ano passado por distribuir um planfeto aos passageiros dizendo que a indenização se limitava a 25 dólares por dia, até 125 dólares no total.

O site da companhia aérea não fala mais nesses limites, mas a Delta explica o que considera razoável. “Gastos razoáveis geralmente são de 50 dólares nas primeiras 24 horas e 25 dólares por dia nos quatro dias seguintes ao atraso da mala”.

–O autor desta matéria é um colaborador da Reuters. As opiniões são de responsabilidade dele–