Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Deere quer investir US$ 100 mi em fábrica na Argentina

Por Filipe Domingues

Buenos Aires – A companhia de máquinas agrícolas Deere & Co planeja abrir uma fábrica de tratores na Argentina, num momento em que o governo da presidente Cristina Kirchner busca reduzir a dependência dos bens importados. De acordo com o escritório de imprensa da presidência, Cristina deve se reunir com o executivo Markwart Von Pentz, da Deere, na noite desta segunda-feira. Segundo uma fonte do governo, o projeto será anunciado depois da reunião.

O jornal local La Nación informou hoje que a Deere vai investir US$ 100 milhões para produzir cinco modelos de tratores e outros cinco tipos de colheitadeiras em uma fábrica na província de Santa Fé. O porta-voz da Deere não respondeu às solicitações da reportagem.

A Argentina está entre os maiores exportadores mundiais de soja, milho e trigo. Uma colheita recorde, em meio a elevados preços internacionais, foi extremamente favorável aos produtores na última temporada. Durante os primeiros oito meses do ano, as exportações de grãos e derivados totalizaram quase US$ 22 milhões, um aumento de 30% no ano, de acordo com a consultoria IES.

A expectativa é de que os fabricantes de máquinas agrícolas da Argentina registrem recorde de vendas neste ano, pois os produtores devem usar o lucro do ano passado para investir em novos equipamentos. As vendas domésticas de equipamentos agrícolas estão prestes a alcançar US$ 1,38 bilhão neste ano, mais do que o recorde de US$ 1,35 bilhão estabelecido em 2007, de acordo com a câmara de máquinas agrícolas Cafma.

No início do ano, a italiana Fiat SPa afirmou que planeja investir mais de US$ 100 milhões para construir uma fábrica de colheitadeiras e tratores das marcas Case IH e New Holland na Argentina, por meio da subsidiária CNH Global. A produção da nova fábrica na província de Córdoba deve começar no quarto trimestre. As informações são da Dow Jones.