Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Custo de operação e manutenção de hidrelétrica é de R$ 4, diz Aneel

Segundo o diretor da agência reguladora, Nelson Hübner, usinas mais antigas, com concessões vencendo entre 2015 e 2017, eram remuneradas a R$ 95/MWh

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hübner, afirmou nesta quarta-feira que o custo para operar e manter uma hidrelétrica que já tem ativos totalmente amortizados é de 4,00 reais por megawatt-hora (MWh). Segundo ele, as usinas mais antigas, com concessões vencendo entre 2015 e 2017, estavam sendo remuneradas a 95 reais por MWh, embora os investimentos que as empresas fizeram para construí-las já tivessem sido remunerados. “Era um custo mais elevado do que construir um empreendimento. Não dava para manter essa incoerência”, afirmou, durante audiência pública sobre a Medida Provisória nº 579 no Congresso Nacional.

No caso da transmissão, Hübner destacou que as linhas mais antigas tiveram seus contratos renovados em 1995 por mais 20 anos, sem nenhuma revisão da base de remuneração. “Isso levou a preços extremamente elevados e retornos extremamente expressivos às empresas”, afirmou.

As concessionárias de energia que têm contratos vencendo entre 2015 e 2017 reclamam da falta de transparência das propostas de novas tarifas do governo, alegando que não são suficientes para cobrir custos e dar margem de lucro.

Leia mais:

Leia mais:

Em dois meses, 27 elétricas perdem R$ 31 bi na Bovespa

Eletrobras deve aprovar renovação antecipada de concessões

Estados defendem ressarcimento de ICMS após MP da Energia

Empresários reforçam críticas ao modelo de renovação das concessões

(com Estadão Conteúdo)