Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Covid-19: Anac autoriza Azul e Gol a voar com menos comissários

Para voar com menos tripulantes, empresas precisam reduzir o número de assentos disponíveis, segundo decisão; Latam também solicitou autorização

Por Larissa Quintino Atualizado em 18 jan 2022, 17h45 - Publicado em 18 jan 2022, 11h11

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou as companhias Azul e Gol a operarem com menos comissários a bordo de seus aviões. A medida, segundo as portarias publicadas, foi tomada devido ao “recente e ainda crescente surto da variante Ômicron do coronavírus no Brasil e seus respectivos impactos na disponibilidade de tripulantes”. Neste início de ano, centenas de decolagens foram canceladas por dia no país. 

A Latam afirma ter feito o mesmo pedido, mas até o momento não teve retorno da agência que regula o transporte aéreo de passageiros. A empresa informa que cancelou 617 voos no período de 9 a 23 de janeiro devido o aumento de casos de Covid-19 em seus tripulantes. 

A autorização permite que as companhias voem com três comissários em vez de quatro. Porém, para isso, precisam limitar o número de assentos ocupados em 150 em aviões que comportem 186 passageiros. Pela regra, as companhias devem ter um tripulante a cada 50 passageiros. Então, para voar com três, o número de passageiros no voo precisa ser limitado a 150.

De acordo com a portaria, as empresas devem informar  “a cada 15 dias a contar da publicação [da] portaria, a relação de voos nos quais houve redução no número de comissários, informando data, matrícula do avião, número do voo e hora da decolagem”. As permissões valem até os dias 13 e 14 de março para Azul e Gol, respectivamente.

Em nota, a Azul afirmou que “somente fará uso desta autorização em casos de extrema necessidade para garantir o cumprimento de suas operações, sem prejuízo à segurança de voo”. Na semana passada, a empresa cancelou cerca de 90 voos por dia, segundo o site Flight Aware. O número de dispensas médicas dos tripulantes da companhia subiu 405% nos primeiros dias de janeiro em relação a média dos 12 meses anteriores.  A Gol informou que, apesar da permissão, deve operar seus voos com quatro comissários e a redução será feita “apenas em casos de extrema necessidade”. A empresa afirma que nos últimos dias operou um voo com três comissários e 130 assentos ocupados.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês