Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corretor do UBS é acusado de fraudar US$ 2 bi no Reino Unido

O corretor Kweku Adoboli, detido em Londres na quinta-feira, foi acusado nesta sexta-feira por operações fraudulentas que podem ter trazido prejuízos de até dois bilhões de dólares ao banco suíço UBS, anunciou a polícia britânica.

Adoboli permanecerá detido até seu próximo comparecimento judicial, previsto para o dia 22 de setembro, decidiu nesta sexta-feira o tribunal de Londres que cuida do caso.

A porta-voz da Polícia da City (centro financeiro da capital inglesa) de Londres afirmou que Adoboli, de 31 anos, foi acusado de “abuso de posição e fraude contábil”. Ele terá uma audiência prévia com um juiz ainda nesta sexta-feira.

O UBS anunciou na quinta-feira que poderia ter um prejuízo de até dois bilhões de dólares pelas operações fraudulentas de um de seus corretores.

Adoboli, de origem ganense, foi detido no mesmo dia no escritório londrino do UBS pela polícia, que foi alertada pelo banco.

O corretor trabalhava com produtos financeiros complexos, no departamento de ETF (“Exchange Traded Funds”, fundos cotados na bolsa que se comportam como ações), no setor de ações europeias.

O perfil de Adoboli lembra o de Jerome Kerviel, o corretor que provocou um prejuízo de cinco bilhões de euros ao banco francês Société Générale em 2008 com transações não autorizadas.