Clique e assine a partir de 9,90/mês

Coronavírus afeta a produção de iPhones

Fábrica responsável pela maior parte dos aparelhos vendidos no mundo está parada até o dia 10 e cortou estimativa de vendas

Por Larissa Quintino - Atualizado em 5 fev 2020, 11h06 - Publicado em 5 fev 2020, 10h21

A crescente epidemia de coronavírus deve afetar a produção mundial de iPhones e jogar água nos planos da Apple de aumentar a fabricação do produto. A Hon Hai Foxconn, responsável por grande parte da produção mundial do produto, parou quase que completamente sua planta até a próxima segunda-feira 10 para evitar a disseminação do vírus entre seus funcionários.

Até a manhã desta quarta-feira, 5, autoridades chinesas afirmaram que o vírus havia matado 491 pessoas. Foram confirmados 24,3 mil casos da doença. No Brasil, há treze casos suspeitos. Dois aviões devem ser enviados para resgatar brasileiros que se encontram em Whuan, epicentro do surto.

A Hon Hai afirmou nesta quarta-feira que as projeções de vendas da companhia foram revistas de  1% a 3% neste ano, contra 3% a 5% previstos no início do ano. Os números foram dados pelo CEO da companhia, Young Liu em entrevista a Bloomberg. Além de Iphones, a empresa produz componentes para a HP e a Sony.

 

Continua após a publicidade

Impacto na produção 

Não é só a Apple que deve ter a produção afetada. Outras empresas asiáticas já paralisam as atividades tanto por medo da propagação do vírus como afetadas pela queda da produção chinesa. A montadora Hyundai paralisou na terça-feira uma de suas plantas na Coreia do Sul, responsável pela produção dos sedãs Genesis, após ficar sem componentes vindos da China para a montagem dos veículos.

A principal companhia aérea de Hong Kong, a Cathay Pacific, pediu a seus 27 mil funcionários que tirem três semanas de licença não remunerada para evitar a propagação do coronavírus.

Publicidade