Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Como acumular mais pontos para trocar por recompensas

Ao pagarem uma mensalidade, usuários turbinam suas pontuações em programas de fidelidade para trocar por milhares de produtos e serviços

Foi-se o tempo em que era preciso concentrar todos os gastos no cartão de crédito para acumular pontos e trocar por recompensas, como passagens aéreas. Os programas de fidelidade já oferecem outras maneiras para os clientes turbinarem suas pontuações sem precisar gastar muito dinheiro. É possível, por exemplo, fazer adesão entre diversos planos oferecidos por clubes de benefícios e pagar uma taxa mensal para ganhar mais pontos.

A Livelo, programa de fidelidade criado por Bradesco e Banco do Brasil, lançou recentemente o Clube Livelo, que tem mensalidades a partir de 21,90 reais. Com esse valor, o cliente recebe 500 pontos por mês. Há diversas modalidades de plano – inclusive um que permite acumular até 7 000 pontos mensais. Para este, o valor da mensalidade é de 199,90 reais. “Clubes de benefícios são uma forma de os programas de fidelidade melhorarem e personalizarem ainda mais a experiência do usuário”, explica Mauro Bizatto, diretor de estratégia, marketing e produtos da Livelo.

Outro benefício é que, diferentemente do que é acumulado com as compras no cartão de crédito, os pontos adquiridos pelo Clube Livelo não expiram. Além disso, os assinantes têm acesso a promoções e ofertas exclusivas. Como, por exemplo, os shows dos cantores Elton John e James Taylor.

Clientes assinantes do Clube Livelo puderam trocar pontos por ingressos antes dos clientes não assinantes e com condições especiais. “Também existem promoções de descontos na compra de pontos, em que o participante do Clube Livelo tem um desconto maior do que os não assinantes”, afirma Bizatto.

Participar de um clube de benefícios como o da Livelo é uma boa estratégia para acelerar o acúmulo de pontos. Por exemplo, fazendo adesão ao Clube Livelo 7000, o usuário terá 84 000 pontos e mais 16 000 pontos bônus como premiação pelo seu primeiro ano de adesão.

Assim, o cliente acumulará 100 000 pontos para utilizar como desejar, seja na troca por produtos, pacotes de viagens, aluguel de carros, diárias em hotéis ou passagens nas mais de 750 companhias aéreas disponíveis na plataforma Livelo.

“Saber se vale a pena pagar mensalmente por pontos é relativamente simples. Basta analisar se o benefício recebido com o pagamento mensal tem um valor maior ou menor do que o que se paga. Se o benefício custar mais do que a mensalidade, vale a pena o pagamento da mensalidade”, explica Alexandre Prado, especialista em finanças.

Ficou interessado em participar de um clube de pontos? A dica principal é estabelecer uma meta, como uma viagem ou a troca dos pontos por outros serviços e produtos. “Uma vez estabelecido o objetivo, é possível identificar e calcular qual será a melhor estratégia: comprar pontos diretamente da empresa ou deixar somente que os pontos se acumulem no cartão de crédito”, afirma Marcos Melo, professor de finanças do Ibmec/DF e diretor da Valorum Gestão Empresarial.

A tendência é que a possibilidade de contribuir mensalmente em troca de mais pontos se popularize nos próximos anos, da mesma forma como tem acontecido com os programas de fidelidade. Segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (Abemf), o faturamento do setor cresceu 27,1% em 2015. “O comportamento dos consumidores está em transformação. As pessoas têm buscado maximizar o retorno de seu consumo e melhorar sua experiência”, afirma Prado.

livelo_info_final4

 (/)