Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Comissão retoma análise, e crédito extra pode ser votado nesta terça

No sábado, Bolsonaro declarou que o governo terá de suspender o pagamento de benefícios e programas sociais se medida não for aprovada

O líder da maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), afirmou que é possível o Congresso aprovar, nesta terça-feira, 11, o crédito suplementar de 248,9 bilhões reais cuja autorização o governo solicitou aos parlamentares. O projeto que autoriza o crédito extra está na pauta da Comissão Mista de Orçamento (CMO) e deve ser discutido também em sessão conjunta do Congresso. Membros da oposição, porém, já declararam que pretendem obstruir a pauta.

“Nós trabalhamos a semana toda para que se pudesse aprovar o PLN (projeto do crédito extra), a ideia é que possamos construir um ambiente de aprovação no Congresso”, afirmou Ribeiro. “Se aprovando na comissão, se cumprirá a sessão do Congresso nesta terça mesmo.”

No sábado, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, 8, no Twitter, que, sem a aprovação de um crédito suplementar pelo Congresso, o governo terá de suspender o pagamento de benefícios e programas sociais nas próximas semanas.

“Sem aprovação do PLN 4 pelo Congresso, teremos que suspender o pagamento de benefícios a idosos e pessoas com deficiência já no próximo dia 25. Nos meses seguintes faltarão recursos para aposentadorias, Bolsa Família, Pronaf [Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar], Plano Safra…”, escreveu. Bolsonaro acrescentou que acredita “na costumeira responsabilidade e patriotismo dos deputados e senadores na aprovação urgente da matéria”.

(Com Estadão Conteúdo)