Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Liberação de empréstimo consignado com garantia do FGTS começa na quarta

No empréstimo consignado, o desconto das parcelas é feito diretamente no salário do trabalhador, o que diminui o risco de inadimplência

A Caixa Econômica Federal começa a liberar nesta quarta-feira 26 empréstimos consignados com garantia do FGTS. Neste primeiro momento, somente esse banco deve operar essa modalidade de crédito aprovada pelo conselho curador do fundo.

No empréstimo consignado, o desconto das parcelas é feito diretamente no salário do trabalhador, o que diminui o risco de inadimplência. Como esse empréstimo tem a garantia do FGTS, o risco é menor ainda, o que permite que as taxas de juros sejam menores que as cobradas por outras modalidades de crédito.

De acordo com as regras definidas pelo conselho curador, a taxa de juros não poderá exceder 3,5% ao mês, cerca de 50% menor que a média de outras operações. O prazo de pagamento é de no máximo 48 meses.

O valor do empréstimo depende de quanto o trabalhador tem depositado na conta do FGTS. A garantia que ele pode dar ao banco chega a 10% do que tem depositado na conta do FGTS e mais os 40% da multa paga em caso de demissão sem justa causa. Se o trabalhador for demitido durante o pagamento do empréstimo, o banco poderá reter esses valores.

Segundo o Ministério do Trabalho, outros bancos podem passar a operar essa modalidade de crédito em breve.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Rafael Nogaroli

    um absurdo, um empréstimo com garantia superar os 1,5%, embora seja uma saida para os afundados no cartao de credito. a intençao é boa, o que falta é os bancos publicos assumirem a frente e proporcionar um emprestimo mais atraente.

    Curtir

  2. Agora o pobre se afunda de vez no populismo da última década.

    Curtir

  3. Ramiro Carvalho

    Com todas estas garantias a taxa não poderia ser mais que 1%. Isto é uma fonte de lucros para os banqueiros travestida de medida favorável ao povo. E ainda podem reter os 40% da multa do FGTS em caso de demisão! Por que os bancos podem presumir a futura inadimplência do cidadão? É óbvio que tem o dedinho do lobby aí…

    Curtir

  4. É um absurdo isso mesmo. por q não liberam logo o direito do trabalhador de sacar o FGTS retido! isso já ajudaria muito os individados tipo eu!!!!! e ainda não ficaria com mais dividas!!!

    Curtir