Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Colômbia passa Argentina e vira a 2ª maior economia sul-americana

Em dois anos, economia colombiana ultrapassa a venezuelana e, agora, a argentina; PIB do país só é menor que o do Brasil no continente

O ministro da Fazenda da Colômbia, Juan Carlos Echeverry, anunciou nesta sexta-feira que o Produto Interno Bruto (PIB) do país superou o da Argentina e se tornou o segundo maior da América do Sul. “A Colômbia superou a Argentina no PIB. Somos a segunda economia da América do Sul depois do Brasil e a terceira em tamanho depois de Brasil e México. Isto era um sonho”, declarou.

Echeverry apresentou o dado em entrevista à emissora ‘Caracol Radio’ como “a grande notícia de (sua) saída’ do gabinete” – a saída de Echeverry é a primeira mudança confirmada pelo presidente colombiano, Juan Manuel Santos, em 23 de agosto, dentro de sua agenda de reforma ministerial.

Leia mais:

PIB fraco faz Brasil perder posto de 6ª economia do mundo

Mantega admite que crescimento da economia foi baixo

Alta do PIB confirma recuperação gradual, diz Tombini

Echeverry destacou que, nos dois primeiros anos do governo de Santos, a economia colombiana ultrapassou a venezuelana e “agora passou a argentina”. “A Colômbia segue com muito ímpeto. Estamos fazendo as coisas bem feitas e avançando”, enfatizou, mostrando-se confiante de que seu sucessor, o até agora ministro de Minas e Energia, Mauricio Cárdenas, seguirá esta tendência durante sua gestão.

Em outra entrevista para o site do jornal ‘El Tiempo’, Echeverry afirmou que, de acordo com as taxas de câmbio da última quarta-feira, o PIB projetado para este ano na Colômbia chega a 362 bilhões de dólares, e o da Argentina é de 347 bilhões de dólares.

A substituição de Echeverry por Cárdenas corresponde a um pedido pessoal do economista. O presidente Santos disse que Echeverry pode ser candidato a ocupar uma “posição importante” no Fundo Monetário Internacional.

(com agência EFE)