Clique e assine com até 92% de desconto

Cielo é a ação que mais subiu na América Latina em 2011

Empresa de pagamentos eletrônicos viu seu papel se valorizar 51,1% ao longo do ano

Por Da Redação 27 dez 2011, 11h12

A ação da empresa de transações eletrônicas Cielo foi a que mais subiu na América Latina em 2011. Já a da HRT Petróleo foi a que teve mais perdas, entre as 1.280 ações mais líquidas negociadas nas bolsas da região, segundo levantamento da consultoria Economatica, divulgado nesta terça-feira. A Cielo subiu 51,1%, seguida muito de perto pela ação da empresa Fomento Econômico do México, com rentabilidade de 50,7%. Na terceira colocação está a concorrente da Cielo, a Redecard, que subiu 46,2%.

Já entre as maiores perdas está a HRT Petróleo, com queda de 64,6%, seguida pela também brasileira Gafisa, com queda de 63,3%. Entre as 20 ações com maiores perdas há somente duas empresas que não são negociadas na BM&FBovespa: uma da Colômbia (a Pacific Rubiales Energy Corp) e a Cemex, do México.

As rentabilidades foram calculadas no ano de 2011 até a última segunda-feira (26) em moeda local.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade