Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

China dá mais um passo importante na corrida espacial

Por Da Redação 15 nov 2011, 01h20

Pequim, 15 nov (EFE).- A nave espacial Shenzhou 8 completou na noite de segunda-feira com sucesso seu segundo acoplamento com o módulo Tiangong 1, outro passo importante para os planos da China em estabelecer uma base permanente no espaço, informou a agência oficial ‘Xinhua’.

A nave e o módulo, que haviam orbitado juntos ao redor da Terra durante 12 dias, se separaram para se unir novamente em uma operação que durou meia hora e voltou a ser realizada sem problemas técnicos, informou o centro de controle espacial de Pequim.

Em seguida, os dois aparatos voarão juntos dois dias, e depois, a oitava nave Shenzhou voltará à Terra, no próximo dia 17 de novembro.

Com este programa, a China, o terceiro país que levou um astronauta ao espaço, quer demonstrar que está equipada tecnologicamente para trabalhar em bases permanentes no espaço e participar da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).

Em 2012, a nona e a décima naves da série Shenzhou também se acoplarão ao módulo e pelo menos uma delas estará tripulada, seguramente, pela primeira mulher astronauta do país asiático.

A China planeja instalar seu primeiro laboratório no espaço por volta de 2016 e dispor de uma base espacial permanente no final desta década. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade