Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Chicago Tribune propõe novo plano de reorganização

Por Da Redação 19 nov 2011, 17h19

CHICAGO (Reuters) – A Tribune, empresa proprietária dos jornais Los Angeles Times e Chicago Tribune, propôs um terceiro plano de reorganização junto à Corte de Insolvência dos EUA em Delaware, enquanto tenta lidar com as preocupações levantadas pelo tribunal no mês passado.

A empresa de mídia disse que o plano tinha o apoio de seus co-proponentes, o Comitê de Credores Não Segurados, a Gestão de Capital Oaktree, Angelo, Gordon & Co. e o Banco JP Morgan Chase, disse a empresa na sexta-feira.

No mês passado o tribunal rejeitou o plano da Tribune para acabar com seus três anos de permanência em processo de falência assim com um plano de detentores de títulos da empresa, mas disse que o plano do Tribune tinha um apoio credor mais forte e sugeriu que ele poderia oferecer à empresa uma saída da bancarrota.

O plano de reorganização modificado continua a incluir um acordo proposto de cerca de 500 milhões de dólares pagáveis aos detentores de títulos.

Também inclui certas modificações baseadas em decretos do tribunal e em uma proposta que permitirá à corte resolver disputas potenciais entre credores sobre quantias a serem pagas a várias partes sem impedir os esforços da empresa para sair da falência.

A empresa de mídia pede uma audiência de confirmação em fevereiro de 2012.

O Tribune, que também é dono de mais de 20 emissoras de televisão, pediu concordata em 2008, um ano depois de o financista Sam Zell liderar uma aquisição da empresa por 13 bilhões de dólares.

A falência eliminou o valor das notas da empresa, que valiam mais de 1 bilhão de dólares.

(Reportagem de Julie Steenhuysen)

Continua após a publicidade

Publicidade