Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cheque sem fundo bate recorde em 2016, diz Serasa

A porcentagem de cheques devolvidos em relação ao total compensado foi de 2,66%, o maior valor registrado desde 1991

A quantidade de cheques devolvidos por falta de fundos em relação ao total de compensações chegou a 2,36% em 2016, segundo divulgou a empresa de análise de crédito Serasa Experian nesta terça-feira. A porcentagem representa o maior valor registrado na série histórica iniciada em 1991.

No total, foram compensados 576,4 milhões de cheques no ano, dos quais 13,6 milhões voltaram por falta de dinheiro para pagá-los. A Serasa considera no cálculo apenas cheques que foram devolvidos pela segunda vez por esse motivo. Em relação às regiões, o Nordeste apresentou o maior porcentual, com 4,66%, enquanto o Sudeste teve o menor, de 1,94%. O Estado campeão em devoluções foi o Amapá, com 17,40%, enquanto o menor índice foi registrado em São Paulo (1,79%).

Para os analistas da Serasa, a situação econômica difícil do país foi o motivo no número recorde de devoluções. “Desemprego elevado, crédito caro e escasso, juros altos e inflação que se manteve pressionada, especialmente durante o primeiro semestre, foram os fatores que impulsionaram a inadimplência com cheques no ano passado”, disse a empesa em comunicado.