Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cerveja ‘para mulheres’ gera críticas de internautas

Lançamento da marca Proibida de uma versão mais doce da bebida destinada ao público feminino indignou consumidoras nas redes sociais

O lançamento de uma cerveja da marca Proibida destinada ao publico feminino  gerou protesto de internautas. A Puro Malte Rosa Vermelha Mulher foi apresentada na última quarta-feira pela empresa em meio a outros lançamentos. “Uma versão delicada e perfumada, feita especialmente para você. mulher”, diz o trecho do anúncio postado em redes sociais. A cerveja tem um rótulo cor-de-rosa – o das demais são pretas ou marrom claro – e seu nome é escrito em letras mais finas que as de outras versões.

O posicionamento foi considerado machista por algumas internautas, que apontaram que a marca via as consumidoras como diferentes dos homens. “Vocês devem achar que mulher bebe cerveja de canudinho, assistindo comédia romântica com as amigas enquanto come brigadeiro, né? Migos, deixa eu contar pra vocês. Mulher vai pro bar, divide mesa com homem, cachorro, papagaio e também divide a cerveja (e a conta!).” comentou uma internauta no post do anúncio no Facebook, curtido por quase 7.000 pessoas.

A suposta preferência por cervejas mais adocicadas também gerou críticas de mulheres que têm o hábito de consumir a bebida. “Vocês realmente conversam com mulheres cervejeiras? Eu sou a da minha roda de amigos que mais bebe cerveja forte…. colocam uma weiss na minha frente e eu tô logo na ipa ou stout. Close errado. Erradíssimo!”, protestou outra internauta.

Procurada por VEJA na tarde desta quinta-feira, a Proibida disse que estudava se divulgaria algum posicionamento sobre a repercussão do caso.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. maria de nazaré nascimento lopes

    Chatice, hein?! Mulheres que bebem cerveja forte, bebem que nem homem, etc.: deixem a novidade para aquelas que desejarem experimentar! Quanta patrulha, gente!!

    Curtir

  2. Michel Santos

    Pqp esse pessoal que se diz feminista são uns doentes mesmo, alem de não chegarem nem perto de representar a população feminina, adoram fazer barulho à toa, implicar com tudo, daqui a pouco vão querer proibir perfumes femininos também?
    não passam de doentes alienados, são apenas motivo de chacota (com razão, até porque é bom rir de vez em quando das atrapalhadas das pessoas) chega dessa palhaçada!

    Curtir