Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Carrefour foca em e-commerce de alimentos e lojas de conveniência

Grupo quer expandir a rede de lojas de conveniência da bandeira Carrefour Express

Por Da redação
11 ago 2017, 20h04

O Carrefour prevê para este terceiro trimestre o lançamento de sua operação de comércio eletrônico de alimentos. A companhia possui uma operação de e-commerce de bens não-alimentares, que já representa 3% das vendas do varejo.

Ao destacar as perspectivas para o segundo semestre de 2017, a empresa informou que pretende expandir a rede de lojas de conveniência da bandeira Carrefour Express. O grupo prevê a aceleração na abertura dessas lojas no segundo semestre. Nos primeiros seis meses do ano foram abertas 17 lojas desse formato.

A abertura de lojas da rede de “atacarejo”, o Atacadão, também foi destacada e deve continuar em linha com anos anteriores, segundo a empresa.

O Carrefour divulgou hoje os resultados financeiros do segundo trimestre. O grupo reportou lucro líquido de R$ 299 milhões no segundo trimestre de 2017, uma queda de 3,4% na comparação com o mesmo período do ano passado. No acumulado de janeiro a junho deste ano, o lucro cresceu 1,6%, para R$ 498 milhões.

Continua após a publicidade

A receita líquida total teve uma expansão de 7,9% no segundo trimestre de 2017 ante igual intervalo de 2016, para R$ 12,299 bilhões. No primeiro semestre, a receita líquida somou R$ 24,177 bilhões, uma alta de 7,6% contra 2016.

O resultado financeiro líquido ficou negativo em R$ 216 milhões ao final do segundo trimestre de 2017, 21% acima do valor também negativo de R$ 179 milhões do ano passado.

Sobre as perspectivas para as vendas, a companhia divulgou comentário do presidente do Carrefour Brasil, Charles Desmartis. “As vendas nos meses daqui em diante continuarão a refletir a queda na inflação de alimentos e uma demanda sem fôlego”, afirma o executivo em nota apresentada junto à divulgação de resultados. “Estamos reforçando nossos diferenciais competitivos a fim de nos adaptar para condições de mercado desafiadoras”, conclui.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.