Clique e assine a partir de 9,90/mês

Campus Party Brasil conectará 7 mil participantes em alta velocidade

Por Da Redação - 31 jan 2012, 14h07

São Paulo, 31 jan (EFE).- A quinta edição da Campus Party no Brasil, que começa na próxima segunda-feira em São Paulo, contará com 7 mil acampados que disporão de uma velocidade de conexão de 20 giga, em um encontro tecnológico que dará prioridade à inovação e aos novos talentos, anunciaram os organizadores nesta terça-feira.

O presidente da Telefônica Brasil, Antônio Carlos Valente, disse que o evento oferecerá durante sete dias ‘a maior velocidade de acesso à internet’ do país, ao se referir aos 20 giga por segundo, o dobro da capacidade oferecida no ano passado.

A empresa é a principal patrocinadora da Campus Party, um evento que é um ‘grande celeiro de talentos’, segundo Valente afirmou em entrevista coletiva.

Além disso, garantiu que a reunião, que desta vez será realizada no Anhembi, é ‘a maior iniciativa de empreendedores tecnológicos’ em escala internacional.

Continua após a publicidade

Já o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, presente na entrevista coletiva, declarou que a realização desta quinta edição representa ‘definitivamente um sonho que se tornou realidade’ e afirmou que a reunião se transformará em um ‘dos grandes eventos do calendário oficial da cidade’.

Para Mario Teza, diretor da Futura Networks, organizadora do evento, a presente edição baterá ‘todos os recordes’ em velocidade de conexão, em espaço e em número de participantes registrados, um total de 7 mil pessoas, das quais 5 mil estarão acampadas.

Dentro da programação do encontro, no qual haverá 500 horas de conteúdos divididas em quatro áreas de conhecimento, serão abordados os projetos de lei promovidos nos parlamentos de muitos países, como a conhecida lei SOPA (Stop Online Piracy Act), em debate nos Estados Unidos, que têm o objetivo de aumentar a proteção aos direitos de propriedade intelectual.

Em declarações à Agência Efe, Valente disse que internet tem ‘uma série de características’ que possibilitaram que a rede tivesse ‘a força que agora tem’ e acrescentou que nesse sentido ‘não vai mudar’.

Continua após a publicidade

No entanto, destacou que a ‘propriedade intelectual deve ser preservada para que possa ser desenvolvida’ e que esse tipo de direitos serão cada vez mais protegidos na internet.

A Campus Party, que foi realizada pela primeira vez em 1997 na Espanha, tem edições em vários países da América Latina e EUA. O evento, que terminará no próximo dia 12, conta com um amplo programa de conferências, debates e concursos. EFE

Publicidade