Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Caixa reduz parcelas de financiamento imobiliário em até 75%

Clientes que recebem seguro-desemprego ou auxílio emergencial podem solicitar pausa do contrato; valores descontados serão diluídos no contrato

Por da Redação 7 jun 2021, 15h19

A Caixa Econômica Federal anunciou medidas para facilitar o pagamento de financiamento imobiliário durante a crise sanitária da Covid-19. De acordo com o anúncio feito nesta segunda-feira, o banco oferecerá redução de até 75% no financiamento habitacional e quem está recebendo auxílio emergencial ou seguro-desemprego pode pedir uma pausa nas cobranças.

No ano passado, o banco havia permitido a prorrogação em até  120 dias das parcelas de financiamento, sob renegociação de contrato. No pacote anunciado nessa segunda, o correntista que se interessar pela redução pode optar por alguns planos no site da Caixa. O desconto é concedido por prazo determinado, conforme o percentual escolhido. Os valores não pagos durante a vigência da negociação por pausa ou pagamento parcial, de acordo com o percentual escolhido, serão incorporados ao saldo devedor do contrato e diluídos no prazo remanescente.

O cotista pode optar por redução de até 25% na parcela, por  seis meses; de 25% a 74,99% por até três meses. Acima desse percentual, o solicitante precisará comprovar que perderam renda e serão submetidos a uma avaliação. No caso dos cotistas que recebem auxílio emergencial ou são beneficiários do seguro-desemprego, a pausa no contrato pode ser socilicitada pelo App Habitação Caixa ou por meio do telefone 0800-104-0104 e as cobranças serão suspensas por até seis meses. “Essas medidas proporcionam às famílias a possibilidade de se reorganizarem para voltar a pagar integralmente a prestação mensal”, afirma o banco.

Financiamento

Apesar da crise da Covid-19, o setor imobiliário tem mantido dinamismo e ajudado no resultado dos bancos. Segundo a Caixa, entre janeiro e maio deste ano, 52,4 bilhões de reais foram concedidos em crédito imobiliário, um crescimento de 41,4% em relação ao mesmo período de 2020. Nos cinco primeiros meses do ano, o banco celebrou 240,6 mil novos contratos e mais de 962 mil de pessoas com casa nova. A carteira de crédito imobiliário da Caixa é de 523,1 bilhões de reais, com 76 milhões de contratos. O banco é o líder no segmento, com 68% de participação no mercado imobiliário.

“No ano passado atingimos 116 bilhões de reais, o que já foi um recorde. Então, este ano vamos passar 2020, que já tinha sido um recorde histórico da Caixa Econômica, reforçando a nossa atuação no crédito imobiliário”, disse Pedro Guimarães, presidente da Caixa. Durante 2020, o mercado de crédito imobiliário cresceu 57,5%, de acordo com a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). 

Entre o fim de junho e o começo de julho, o banco realizará o 1º Feirão Digital Caixa da Casa Própria. Serão ofertados cerca de 180 mil imóveis em todo o país. Em razão da pandemia de covid-19, o feirão será realizado na modalidade virtual, pela página do evento. No site, será possível realizar a simulação do financiamento e também receber atendimento dos correspondentes do banco via chat.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês