Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Brasil tem agora 30 bilionários, diz Forbes

Em 2010, segundo a publicação, o país ganhou doze novos integrantes na lista; valorização do real e 'boom' da economia explicam o resultado

Por Da Redação 9 mar 2011, 21h13

O Brasil viu “surgir” 12 novos bilionários em 2010, segundo a mais recente listagem realizada pela revista americana Forbes, divulgada nesta quarta-feira. Com isso, o país atingiu a marca recorde de 30 bilionários. Para a publicação, a razão para tão bom desempenho não se deve a nenhum ‘boom’ no mercado acionário – o índice da Bolsa de Valores de São Paulo, o Ibovespa, teve alta de apenas 1% em doze meses. Os motivos são a valorização do real (de mais de 12% em relação ao dólar) e os bons resultados das empresas listadas em bolsa, cujos balanços tornaram-se mais transparentes.

De acordo com a Forbes, sete dos ‘estreantes’ brasileiros são acionistas do Itaú Unibanco, que teve em 2010 um lucro de 13,3 bilhões de reais – o maior da história dos bancos no país. Outros dois ‘novos’ bilionários são acionistas do Bradesco, a terceira maior instituição financeira do país. O banqueiro Andre Esteves, presidente do BTG Pactual, também entrou na lista pela primeira vez. O banco de investimentos recebeu em dezembro uma expressiva injeção de recursos, graças à venda de 18% de seu capital a um consórcio de investidores institucionais estrangeiros. A transação foi avaliada em 1,8 bilhão de dólares.

Por fim, desta vez de fora do segmento financeiro, Edson de Godoy Bueno e sua esposa Dulce estrearam na lista da Forbes. Ambos são acionistas majoritários da Amil Participações, a maior empresa de medicina de grupo do Brasil, com um valor de mercado de 3,8 bilhões de dólares.

Confira a lista dos brasileiros mais ricos do mundo:

Confira a lista dos bilionários brasileiros
Nome Patrimônio Fonte de receita
Eike Batista US $ 30 Bilhões mineração e petróleo
55º Jorge Paulo Lehman US $ 13,3 Bilhões cervejaria
68º Joseph Safra US $ 11,4 Bilhões setor bancário
158º Marcel Herrmann Telles US $ 6,2 Bilhões cervejaria
173º Dorothea Steinbruch & família US $ 5,8 Bilhões siderurgia
185º Carlos Alberto Sicupira US $ 5,5 Bilhões cervejaria
193º Antonio Ermirio de Moraes & família US $ 5,3 Bilhões diversificada
247º Aloysio de Andrade Faria US $ 4,3 Bilhões setor bancário
323º Abilio dos Santos Diniz US $ 3,4 Bilhões varejo
347º Alfredo Egydio Arruda Villela Filho US $ 3,2 Bilhões setor bancário
347º Ana Lucia de Mattos Barretto Villela US $ 3,2 Bilhões setor bancário
376º Antonio Luiz Seabra US $ 3,0 Bilhões cosméticos
376º Andre Esteves US $ 3,0 Bilhões setor bancário
376º Fernando Roberto Moreira Salles US $ 2,6 Bilhões setor bancário
440º Joao Moreira Salles US $ 2,6 Bilhões setor bancário
440º Pedro Moreira Salles US $ 2,6 Bilhões setor bancário
440º Walther Moreira Salles US $ 2,6 Bilhões setor bancário
459º Rubens Ometto Silveira Mello US $ 2,5 Bilhões açúcar e álcool
488º Moise Safra US $ 2,4 Bilhões setor bancário
564º Elie Horn US $ 2,1 Bilhões setor imobiliário
595º Jayme Garfinkel & família US $ 2,0 Bilhões seguros
595º Maria de Lourdes Egydio Villela US $ 2,0 Bilhões setor bancário
595º Edson de Godoy Bueno US $ 2,0 Bilhões medicina de grupo
651º Dulce Pugliese de Godoy Bueno US $ 1,9 Bilhão medicina de grupo
736º Guilherme Peirão Leal US $ 1,7 Bilhão cosméticos
782º Liu Ming Chung US $ 1,6 Bilhão papel
879º Joao Alves de Queiroz Filho US $ 1,4 Bilhão bens de consumo
879º Lina Maria Aguiar US $ 1,4 Bilhão setor bancário
938º Julio Bozano US $ 1,3 Bilhão setor bancário
1 057º Lia Maria Aguiar US $ 1,1 Bilhão herança
Continua após a publicidade

Publicidade